Resumo Trabalho

ANÁLISE TEMPORAL DAS INUNDAÇÕES EM TERESINA (PIAUÍ), NORDESTE DO BRASIL

Autor(es): FRANCILIO DE AMORIM DOS SANTOS

O presente estudo propôs-se a analisar temporalmente a ocorrência de inundações no município de Teresina (PI), considerando o período de 2003 a 2016. A pesquisa contou com a aquisição de dados de precipitação de dois postos pluviométricos, a partir da série histórica de 2003 a 2016, que foram aliados ao levantamento das Portarias de Reconhecimento de Situação de Emergência (SE) ou de Estado de Calamidade Pública (ECP) oriundas dos processos de inundações. Os resultados apontaram que os dados de ambos os postos utilizados apresentam ótima correlação, com Coeficiente de Regressão linear (R) superior a 0,9. Outro ponto a ressaltar-se é que o período chuvoso em Teresina situa-se entre os meses de janeiro a maio, ao passo que março e abril são os mais chuvosos, devido sofrerem influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Por sua vez, os meses de junho a outubro apresentam os maiores Coeficientes de variação (Cv), fato que pode ser explicado pelo deslocamento da ZCIT para sua posição setentrional. Os anos com totais pluviométricos acima da média foram: 2004, 2006, 2007, 2008, 2009 e 2011; no entanto, apenas em 2004 e 2009 foi decretado Situação de Emergência (SE) em Teresina. Deve-se destacar que devido o município de Teresina situar-se entre dois rios merece atenção e, por conseguinte, devem-se propor estratégias viáveis para remanejamento da população em risco potencial às inundações para áreas mais seguras.

Veja o artigo completo: PDF