Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA E FÍSICO-QUÍMICA DA ÁGUA: UMA ANÁLISE DETALHADA DO AÇUDE ARAÇAGI

Autor(es): EDUARDO SILVA DOS SANTOS e orientado por MÁRCIA VIANA DA SILVA

O presente trabalho apresenta de forma simples e objetiva informações sobre a qualidade da água do açude Araçagi, localizado no município de mesmo nome, no agreste do estado da Paraíba. Com capacidade máxima de 63.289.037, este açude foi construído durante o projeto Canaã, do governo do estado da Paraíba, e foi originalmente destinado ao abastecimento humano, porém, atualmente suas águas estão poluídas por esgoto doméstico, resíduos sólidos da construção civil, despejos de agrotóxicos devido à grande atividade pecuária e agrícola da região e também por causa da lavagem de automóveis, gado, etc. Além de trazer informações sobre este corpo d’água, buscou-se também impactar o público-alvo de maneira sustentável para uso consciente dos recursos hídricos do mesmo. A metodologia utilizada para avaliar a qualidade do açude foi a de análises físico-químicas e microbiológicas da água, realizadas nos anos de 2013 e 2016 pela Agência Executiva de Gestão das Águas por meio da SUDEMA – Superintendência de Administração do Meio Ambiente do estado da Paraíba, e pelos autores deste trabalho nos laboratórios de química do IFPB e UFPB, respectivamente. Para manter a precisão do resultado final das análises foi escolhido como fator determinante de classificação da qualidade da água deste açude o IQA – Índice de Qualidade das Águas, que dispõe de nove parâmetros com seus respectivos pesos (w) que foram estabelecidos em função de sua importância para a estrutura global da qualidade das águas. A qualidade da água do açude Araçagi, baseada no IQA, foi classificada como “regular” nas duas vezes em que foi analisada. Diante desses resultados, é necessário que medidas devam ser tomadas, pois a cidade tem contribuído para a degradação da qualidade das águas desse açude.

Veja o artigo completo: PDF