Resumo Trabalho

AVALIAÇÕES DAS CONDIÇÕES HIGIÊNICOSSANITÁRIAS DAS CARNES COMERCIALIZADAS EM FEIRAS LIVRES EM SERGIPE

Autor(es): JULIANA SERIO e orientado por JULIANA SERIO

As feiras livres são consideradas locais tradicionais de comercialização de alimentos, sendo uma forma de comércio móvel, com circulação dentro das áreas urbanas. A aquisição de carnes em feiras e mercados públicos nas pequenas cidades, trata-se de um habito, fazendo necessária a utilização de métodos de conservação específico. A carne in natura é bastante susceptível a alterações de ordem bioquímica e microbiológica, devido às suas características intrínsecas que podem se alterar dando origem a metabólicos, além de elevada atividade de água e pH próximo da neutralidade. Desta forma, objetivamos com este trabalho avaliar as condições higiênico-sanitárias e de acondicionamento dos produtos comercializados nas feiras e a percepção dos comerciantes de carnes quanto aos aspectos higiênico-sanitários e os riscos à saúde pública na aquisição destes produtos. A pesquisa foi realizada por meio de entrevista semiestruturada e aplicação de lista de checagem, baseada na legislação pertinente. Foram encontradas irregularidades e inadequações, as de maior gravidade estão relacionadas à falta de refrigeração, higiene dos manipuladores, ambiental e utensílios. As condições higiênicas do ambiente de trabalho e o cumprimento das exigências oficiais e legais são fatores importantes na produção e comercialização dos alimentos seguros e de qualidade. Os comerciantes reconhecem as deficiências, porem evitaram se manifestar quanto ao risco que pode existir quanto ao consumo destes produtos. Ressaltamos que as precárias condições supracitadas, podem colocar em risco à saúde dos consumidores, sendo importante que as autoridades pertinentes trabalhem medidas que possam ser adaptadas a este tipo de comércio.

Veja o artigo completo: PDF