Resumo Trabalho

ALFABETIZAÇÃO: AS PRÁTICAS EXITOSAS NA SALA DE AULA E A FORMAÇÃO DO PROFESSOR ALFABETIZADOR.

Autor(es): RACHEL RACHELLEY MATOS MONTEIRO

A alfabetização é considerada atualmente como um dos temais centrais da educação. Compreendemos esta etapa como fundamental no repertório de conhecimento e saberes do ser humano. Percebe-se hoje que vem se discutido sobre os investimentos em processos educacionais voltados à prática de alfabetizar as crianças em um “tempo certo”. No Brasil, e mais especificamente no estado do Ceará, acompanhamos algumas implementações nas escolas municipais, entre estes processos o Programa de Alfabetização na Idade Certa-PAIC. Neste sentido este trabalho apresentou a Alfabetização e o Letramento; O ambiente alfabetizador; Formação do professor alfabetizador e as práticas exitosas. Tivemos como objetivo compreender as práticas exitosas no processo de alfabetização. O nosso objeto de estudo foram às práticas educativas no processo de alfabetização. Esta pesquisa foi realizada através de uma abordagem qualitativa, bibliográfica e documental, também constitui-se como uma pesquisa exploratória. Realizamos uma entrevista semiestruturada com uma docente da rede pública municipal da cidade de Fortaleza-CE, no ano de 2017, além de uma observação não-participante de suas aulas na turma de 1º ano do Ensino Fundamental. Diante disso percebemos alguns caminhos possíveis para uma prática pedagógica e a contribuição do processo de alfabetização inserido em aspectos que situam o indivíduo no lócus de aprendizagem. No contexto da sociedade contemporânea, alfabetizar partindo apenas do domínio da leitura e escrita no ato de codificar e decodificar é considerado insuficiente. É preciso que, além disso, se tenha o exercício competente nas diversas situações em que se faça necessário o uso da leitura e escrita. É necessário repensar as atividades propostas e também pensar no como fazer, haja vista a autonomia da sala de aula concerne na atuação do professor.

Veja o artigo completo: PDF