Resumo Trabalho

ASSOCIAÇÃO ENTRE VARIÁVEIS OBSTÉTRICAS E ATENÇÃO PRÉ-NATAL DE GESTANTES ADOLESCENTES

Autor(es): RAQUEL ALVES DE OLIVEIRA, FRANCISCO MAIRTON RODRIGUES DE ANDRADE, CAMILA ALMEIDA NEVES DE OLIVEIRA, DENISE MONTENEGRO DA SILVA e orientado por PRISCILA DE SOUZA AQUINO

O ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL (PN) CONSTITUI-SE ETAPA FUNDAMENTAL PARA A ADEQUADA EVOLUÇÃO DO CICLO GRAVÍDICO-PUERPERAL. É MUITO IMPORTANTE QUE AS MULHERES GRÁVIDAS TENHAM INICIADO O PRÉ NATAL NO PRIMEIRO TRIMESTRE DA GESTAÇÃO PARA REDUZIR POTENCIALMENTE O RISCO DE COMPLICAÇÕES PARA A MULHER E O RECÉM-NASCIDO DURANTE E APÓS O PARTO. QUANDO A GESTANTE ACOMPANHADA É ADOLESCENTE, ESSE OLHAR PROFISSIONAL PRECISA ESTAR SENSIBILIZADO A FIM DE EVITAR AS COMPLICAÇÕES DECORRENTES DA GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA. DESSA FORMA, O PRESENTE ESTUDO VISA ANALISAR OS FATORES QUE INFLUENCIAM O INÍCIO PRECOCE E ACESSO AO PRÉ-NATAL DE GESTANTES ADOLESCENTES, ANALISANDO O IMPACTO DAS VARIÁVEIS SOCIODEMOGRÁFICOS, HISTÓRIA CLÍNICA E REPRODUTIVA, ACOMPANHAMENTO PRÉ-NATAL, EXAMES LABORATORIAIS E PROCEDIMENTOS CLÍNICO-OBSTÉTRICOS, TENDO EM VISTA QUE O ATENDIMENTO PRÉ-NATAL ADEQUADO TEM EFEITOS POSITIVOS. TRATA-SE DE UM ESTUDO AVALIATIVO DOCUMENTAL UTILIZANDO COMO UNIDADES DE ANÁLISE OS PRONTUÁRIOS DAS GESTANTES ATENDIDAS EM CASA DE PARTO NATURAL LÍGIA BARROS COSTA. OS ACHADOS DESTE ESTUDO POSSIBILITARAM UMA ANÁLISE DOS FATORES QUE DEMONSTRAM INADEQUAÇÃO DA COBERTURA PRÉ-NATAL EFICAZ EM ADOLESCENTES. DOIS CRUZAMENTOS APRESENTARAM SIGNIFICÂNCIA, COM INADEQUABILIDADE DE NÚMERO DE CONSULTAS PARA MULHERES QUE TIVERAM PARTO NORMAL E NÃO TIVERAM PARTO CESÁREA ANTERIORES. UM OUTRO FATOR ASSOCIADO É A ESCOLARIDADE, QUE INFLUENCIA TANTO A UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE PELAS CAMADAS DA POPULAÇÃO MENOS FAVORECIDAS QUANTO A REALIZAÇÃO DO PRÉ-NATAL. DESSA FORMA, AO VERIFICAR FALHAS NO SERVIÇO DE SAÚDE ANALISADO, É POSSÍVEL TRAÇAR MEDIDAS PARA SOLUCIONAR ESSES PROBLEMAS E PROMOVER UMA MELHOR ASSISTÊNCIA PRESTADA A ESSAS ADOLESCENTES.

Veja o artigo completo: PDF