Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DA TAXA DE CORROSÃO EM SISTEMAS DE AÇO CARBONO, SUBMETIDOS À ÁGUA DO POÇO ARTESIANO QUE ABASTECE PARTE DA REDE HIDRÁULICA DO IFBA CAMPUS SIMÕES FILHO.

Autor(es): REBECA SILVA SANTOS e orientado por PAULO MOURA BISPO DE SANTANA

O PRESENTE TRABALHO DE PESQUISA VISA ABORDAR OS ASPECTOS MAIS RELEVANTES DA INTENSIDADE DA CORROSÃO EM AÇO CARBONO, QUANDO EXPOSTO AO CONTATO DIRETO COM A ÁGUA QUE CIRCULA NO SISTEMA HIDRÁULICO DO IFBA CAMPUS SIMÕES FILHO. BUSCAMOS QUANTIFICAR A TAXA DE CORROSÃO EXISTENTE NESSE SISTEMA, A PARTIR DO USO DE CUPONS METÁLICOS, INSTALADOS EM PONTOS ESTRATÉGICOS E ENSAIOS ELETROQUÍMICOS REALIZADOS PELA TÉCNICA DE POLARIZAÇÃO LINEAR. NOS TESTES FORAM UTILIZADOS DOIS TIPOS DE CUPONS: UM EM AÇO CARBONO COMUM E O OUTRO EM AÇO CARBONO REVESTIDO COM ÓXIDO DE ZINCO. NOS ENSAIOS ELETROQUÍMICOS FOI UTILIZADO O ELETRODO DE TRABALHO CONFECCIONADO EM AÇO CARBONO E AVALIADO O USO CONJUNTO DE DOIS INIBIDORES DE CORROSÃO (CATÓDICO E ANÓDICO). O TEXTO DESCREVE AS DIFERENTES RESPOSTAS OBTIDAS AOS ESTÍMULOS CORROSIVOS NOS DOIS TIPOS DE CUPONS TESTADOS E AVALIA A EFETIVIDADE DO USO SIMULTÂNEO DOS INIBIDORES DE CORROSÃO COMO ALTERNATIVA MITIGADORA. DURANTE O ESTUDO DE CASO, FOI POSSÍVEL APLICAR VÁRIOS CONHECIMENTOS OBTIDOS NO CURSO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL E ASSIM AUMENTAR MINHA QUALIFICAÇÃO PARA ATUAR NO MERCADO DE TRABALHO, PROPONDO SOLUÇÕES QUE POSSAM REDUZIR TAIS PROBLEMAS NO DIA A DIA DAS INDÚSTRIAS, PRINCIPALMENTE NA INDÚSTRIA DE PETRÓLEO, ONDE O CONTROLE DA CORROSIVIDADE DA ÁGUA É INDISPENSÁVEL PARA A OPERAÇÃO NAS UNIDADES DE REFINO E PROCESSAMENTO DE PETRÓLEO.

Veja o artigo completo: PDF