Resumo Trabalho

A LINGUAGEM QUÍMICA NO ENSINO MÉDIO: OBSERVAÇÕES A PARTIR DAS REAÇÕES QUÍMICAS

Autor(es): GISELLY DE OLIVEIRA SILVA, ERIVALDO GUMERCINDO DE SOUZA NETO, ANA PATRÍCIA SIQUEIRA TAVARES FALCÃO e orientado por ANA PATRÍCIA SIQUEIRA TAVARES FALCÃO

Com o avanÇo da ciÊncia, a linguagem cientÍfica tambÉm se desenvolveu. No caso da quÍmica tornou-se uma padronizaÇÃo com a finalidade de transmitir as informaÇÕes quÍmicas de modo prÁtico e universal. Assim o estudo tem como objetivo reconhecer o domÍnio da linguagem simbÓlica da quÍmica dos estudantes do Ensino MÉdio. Participaram do estudo 78 estudantes de uma escola particular, 73 estudantes de uma escola estadual e 72 de uma escola federal, todas localizadas no municÍpio de VitÓria de Santo AntÃo-PE. Aos estudantes foi aplicado um questionÁrio com 4 questÕes abertas: a primeira questÃo solicitava que os estudantes transcrevessem as reaÇÕes quÍmicas para o portuguÊs escrito, a segunda que os estudantes nomeassem as espÉcies quÍmicas apresentadas; a terceira questÃo era referente ao significado dos sÍmbolos termodinÂmicos; a quarta solicitava o processo inverso da primeira questÃo, que os estudantes transcrevessem as reaÇÕes do portuguÊs para simbologia quÍmica. O estudo possui uma abordagem qualitativa e utiliza o mÉtodo comparativo. Os dados foram analisados no Excel da Microsoft® e apresentados em forma de grÁficos. Os resultados apontam que os estudantes apresentaram muitas dificuldades nas resoluÇÕes das questÕes I e IV. Observa-se que os estudantes tÊm uma melhor compreensÃo dos sÍmbolos quÍmicos quando apresentados de forma individual. A partir do estudo É possÍvel concluir que os estudantes do Ensino MÉdio apresentam dificuldade para transcrever as reaÇÕes da linguagem quÍmica para o portuguÊs e vice-versa. Assim se faz necessÁria uma reflexÃo a respeito de como estÁ ocorrendo o ensino-aprendizagem da simbologia quÍmica no Ensino MÉdio.

Veja o artigo completo: PDF