Resumo Trabalho

ANALISE FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA DE UM POÇO TUBULAR LOCALIZADO NO IFPB DO CAMPUS CAMPINA GRANDE-PB

Autor(es): WILLIANE MARIA DE SENA MENEZES e orientado por EDMILSON DANTAS DA SILVA FILHO

A água é hoje um dos recursos naturais mais preciosos e escassos da humanidade. O aproveitamento racional e a preservação dos recursos da água doce devem ser metas prioritárias para a sociedade moderna. O presente trabalho teve como objetivo analisar físico-quimicamente a água de um poço tubular localizado no IFPB, campus Campina Grande-PB. As análises foram realizadas no laboratório de Química (LQ) do referido campus. A coleta da água foi realizada na torneira do poço, utilizou-se garrafas PET, transparente de dois litros, para coletar a água, propondo assim um destino útil a esse tipo de embalagem, que atualmente representa um dos grandes problemas para o meio ambiente. As análises foram realizadas segundo as normas do Instituto Adolfo Lutz. Os parâmetros físico-químicos analisados foram: pH, temperatura (ºC), alcalinidade (mgL-1), acidez carbônica (em termo de CaCO3), dureza total, de cálcio e magnésio (mgL-1), cloreto (mgL-1), cor aparente (uH), condutividade elétrica (µScm-1), cinzas (%) e sólidos totais dissolvidos (ppm). Nos resultados foram verificados que a qualidade físico-química da água do poço tubular estava fora dos padrões estabelecidos pela portaria de nº 2.914/2011 e comparados também com os valores da resolução de nº 357 de 17 de março de 2005 Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA). Conclui-se, que de acordo com os parâmetros analisados essa água não poderá ser consumida pela população do referido local, a não ser que seja realizado um tratamento através de métodos eficazes, como: filtração ou dessalinização. Pois, a mesma encontra-se fora dos padrões permitido pela legislação Brasileira.

Veja o artigo completo: PDF