Resumo Trabalho

SOROBAN: UMA FERRAMENTA PEDAGÓGIA PARA O ENSINO DA ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO

Autor(es): LENALDO DE CASTRO LEITÃO

Uma das maneiras de se tratar da aritmética de forma produtiva, além do uso dos costumeiros livros didáticos, quadro e giz, seria utilizar o ábaco, especialmente o ábaco aberto. Pouco conhecido, o ábaco japonês (SOROBAN), objeto de nosso estudo, utilizado para cálculos aritméticos, apresenta mais benefícios à aprendizagem da Matemática que os ábacos tradicionalmente conhecidos no Brasil, desenvolvendo o raciocínio lógico, elaboração de estratégias e coordenação motora. Esta pesquisa, balizada pela preocupação o ábaco japonês enquanto recurso pedagógico para o ensino de aritmética apresenta, como objetivo geral, reconhecer o ábaco soroban como recurso auxiliar na aprendizagem da Matemática. Tendo como objetivos elaborados para alcançar o resultado geral e dar conta de nossa inquirição foram: caracterizar o ábaco, de um modo histórico e sua composição; mostrar como se opera adição e subtração com ábaco soroban; verificar a adequabilidade do ábaco japonês como recurso ao ensino de aritmética. Para encaminharmos bem a nossa indagação básica e os objetivos propostos, optamos por uma pesquisa qualitativa, descrita e exploratória, caracterizada como um estudo de caso. Autores como Dantzig (1970), Florêncio (2008), Centurión (1994) e Fonseca (2014) nos auxiliaram na compreensão teórica e metodológica de nosso objeto de estudo. A pesquisa nos evidenciou a necessidade constante de estarmos sempre alerta à procura de metodologias e ferramentas que favoreçam uma aprendizagem da matemática mais efetiva, bem como a continuidade de estudos com o soroban e a pesquisa como elemento intimamente associado à prática pedagógica do professor de Matemática e melhor ensino-aprendizagem dos alunos em relação à aritmética.

Veja o artigo completo: PDF