Resumo Trabalho

IDENTIFICAÇÃO DOS ASPECTOS POSITIVOS DAS ETAPAS DO CONSELHO DE CLASSE DO IFPB – CÂMPUS CAMPINA GRANDE COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO DA (IN)DISCIPLINA ESCOLAR

Autor(es): ICARO ARCÊNIO DE ALENCAR RODRIGUES e orientado por ICARO ARCÊNIO DE ALENCAR RODRIGES

É um fato comum deparar-se com exemplos de indisciplina nas instituições de ensino, configurando-se como tema fundamental no processo de ensino-aprendizagem, já que interfere significativamente no cotidiano escolar. Neste sentido cabe a instituição escolar, no que concerne ao processo de gestão pedagógica, abarcar também o processo de gestão da (in)disciplina. No aspecto da gestão democrática, apresenta-se o conselho de classe que tem como atribuição promover a investigação e a ação sobre os processos pedagógicos da escola para que o ensino e a aprendizagem ocorram de modo satisfatório. Portanto, tendo como base parte dos resultados da pesquisa intitulada como A Interferência dos Processos de Gestão do Conselho de Classe na Gestão da Indisciplina: estudo no Instituto Federal da Paraíba – câmpus Campina Grande, este trabalho, caracterizado como uma pesquisa de campo, explicativa, qualitativa e quantitativa e de corte transversal, tem como objetivo central investigar quais os pontos positivos do conselho de classe do IFPB – câmpus Campina Grande, como instrumento de gestão da (in)disciplina escolar, na perspectiva de 12 participantes do referido conselho deste câmpus. O instrumento de coleta de dados desta pesquisa consistiu num questionário com perguntas abertas. Observou-se que a maioria dos participantes (83,33%) ressaltam pontos positivos nas três grandes etapas que compõem o conselho de classe deste câmpus: preparação (frequência das reuniões; levantamento e análise pelos coordenadores e setores sobre cada turma e a organização dos horários, locais das reuniões e convocação dos membros); desenvolvimento (trabalho em equipe multidisciplinar; possibilidade de uma intervenção imediata e completa; diálogo e compartilhamento das informações importantes; atuação da COPED e CAEST; avaliação contínua; sugestões e decisões realizadas em conjunto e acompanhamento dos alunos) e ações pós-conselho (atendimento e o acompanhamento pedagógico; encaminhamentos que são dados aos alunos com problemas; diálogo com os pais ou responsáveis; constatação dos aspectos que precisam ser melhor analisados pela gestão; redução dos aspectos negativos que interferem no ensino/aprendizagem e acompanhamento dos alunos com dificuldades). Assim, o conselho de classe contribui para a gestão da (in)disciplina escolar, já que atua de modo preventivo e interventivo sobre as questões pedagógicas e relacionais da escola. Considera-se que o processo pedagógico, do referido câmpus, é subavaliado e possíveis falhas de responsabilidades dos educadores ou da gestão escolar não são submetidas a mudanças, pois o foco do conselho de classe está centrado na atividade estudantil. Os resultados apontam a necessidade de se investigar a interferência das ações de docentes e da gestão escolar no processo de ensino-aprendizagem, de modo a criar um projeto piloto de inserção da representação discente no conselho de classe do IFPB – câmpus Campina Grande.

Veja o artigo completo: PDF