Resumo Trabalho

MILITÂNCIA PIAUIENSE EM TEMPO DE DITADURA CIVIL MILITAR.

Autor(es): ELISÂNGELA MARIA RICARDO e orientado por ROBERTO KENNEDY GOMES FRANCO

Este texto trata-se de uma parte de nossa pesquisa interdisciplinar para finalização da dissertação do Mestrado Interdisciplinar em Humanidades da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB. Ao analisar o 1º Inquérito Policial Militar sobre a Subversão na cidade de Parnaíba-PI, conseguiu-se perceber que apesar de ser um estado pequeno e muitas vezes esquecido no cenário nacional, o Piauí esteve imerso nas contradições políticas, sociais e econômicas ocasionadas em decorrência dos governos no período da Ditadura Civil Militar ocorrida entre os anos de 1964 a 1985. Porém, o que deseja-se destacar neste texto, é que antes de ser deflagrado o golpe de Estado, no Piauí já se concentrava uma classe trabalhadora aguerrida. Sindicalistas de diversas categorias e estudantes, militavam em favor da Reforma Agrária e das Reformas de Base de João Goulart. E por esse motivo, logo após o golpe, o Piauí teve um inquérito militar instaurado, especificamente na cidade de Parnaíba, com o intuito de averiguar os crimes relacionados à adesão de cidadãos piauienses ligados aos movimentos sindicais, estudantis e das ligas Camponesas, ao Partido Comunista e a subversão da ordem imposta pela Política de Segurança Nacional. Portanto, objetivou-se através deste resumo expandido, levar ao conhecimento de todos, a importante militância política social ocorrida no Estado do Piauí, antes de ser deflagrado o golpe civil militar na democracia e a instalação da ditadura.

Veja o artigo completo: PDF