Resumo Trabalho

O ESTADO DA ARTE SOBRE DISCLOSURE VOLUNTÁRIO NO BRASIL

Autor(es): GILLIARD SANTOS DA SILVA

A palavra disclosure na contabilidade significa evidenciação e geralmente está ligada à disponibilização de informações para os steakeholders. O disclosure, em sua versão obrigatória, é um conjunto de documentos formais exigidos por lei e disponibilizados pelas organizações através de demonstrações contábeis, relatórios de gestão, previsões de analistas, comunicados ao mercado, sites oficiais, dentre outros. Por outro lado, o disclosure voluntário representa o conjunto de ações de divulgação dos relatórios contábeis anuais feitos pelas empresas sobre as informações de responsabilidade social corporativa, que vão além da obrigatoriedade legal de publicação. Esta pesquisa tem como objetivo investigar o estado da arte da produção científica brasileira sobre disclosure voluntário. A pesquisa foi realizada nas bases de dados CAPES, SPELL, SUMÁRIOS.ORG e SCIELO, buscando a expressão “disclosure voluntário” nos títulos, resumos e palavras-chave. O universo foi de 82 artigos e a amostra de 35 artigos, os quais foram publicados entre 2008 e 2017. Quanto aos aspectos metodológicos, a pesquisa é classificada como de natureza quantitativa; quanto aos meios, caracteriza-se como bibliométrica; e, quanto aos fins, é descritiva e exploratória. A coleta de dados está baseada nas leis bibliométricas de Lotka (1926), Zipf (1949) e Bradford (1953). Utiliza-se a técnica de análise de conteúdo para a etapa de análise dos resultados. Os principais resultados foram: a maioria dos autores está vinculada à Universidade Federal do Ceará, é proveniente da Região Nordeste do Brasil e possui a titulação de doutor; os periódicos que mais publicaram artigos sobre o tema foram a Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Revista Contemporânea de Contabilidade e a Revista Universo Contábil; existe a predominância de artigos de natureza quantitativa, documental e descritiva, com fonte de coleta de dados secundárias e tratamento estatístico como técnica de análise de dados; o tema relacionado mais recorrente é disclosure ambiental; o tema mais recorrente nos artigos foi disclosure voluntário ambiental; por fim, os modelos teóricos mais frequentes foram Verrecchia (2001) e Murcia (2009).

Veja o artigo completo: PDF