Resumo Trabalho

A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO E O VALOR DAS INTERAÇÕES PARA A INCLUSÃO DOS SURDOS EM SALA DE AULA

Autor(es): MARINEIDE FURTADO CAMPOS

Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo que investiga como ocorre a construção do conhecimento e as interações a partir da inclusão de alunos surdos em sala de aula. Observar-se-á as dificuldades de aprendizagem desses alunos, bem como, os meios utilizados pelo professor para saná-las numa ação partilhada com a escola, buscando fazer dela um espaço onde o saber socialmente construído seja, de fato, aprendido. Nesse sentido, a ação docente é extremamente importante, uma vez que o educador exerce o papel de mediador no processo de ensino-aprendizagem, construindo assim conhecimento. Constitui-se em campo empírico da pesquisa, uma escola da rede estadual de ensino de Natal – RN, tendo como sujeitos pesquisados professores do Ensino Fundamental, que atuam na perspectiva da inclusão de alunos surdos em sala de aula, com o relato das dificuldades enfrentadas frente a essa deficiência. Assim, define-se como objetivo analisar a construção do conhecimento dos alunos surdos a partir do olhar docente, considerando um enfoque psicopedagógico, que segundo Bossa (2007), busca compreender o que interfere na atuação desses professores em sala de aula, quando não ocorre a aprendizagem. Nesse sentido, tomamos como referencial teórico os estudos desenvolvidos por Oliveira (2002), Skliar (1999), Sassaki (1998), Wernek (2006), Piaget (1978), dentre outros, se configurando uma espaço para a reflexão do que se investiga como construção do conhecimento que segundo Wernek (2006), citando Piaget (1977), resulta da interação do sujeito com o objeto, pela acomodação de suas estruturas através da assimilação. Dessa maneira, o termo ‘construir conhecimento’ se refere ao processo do ensinar a aprender e isso só ocorre se houver a apropriação e interpretação daquilo que o sujeito construiu na vida, ou ainda na própria escola. Palavras-Chave: Construção do conhecimento; Interação, Surdo, Inclusão.

Veja o artigo completo: PDF