Resumo Trabalho

INVESTIMENTO E DESINVESTIMENTO DOCENTE NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Autor(es): INGRID CAMILA ALVES PESSOA e orientado por PAULO ROGÉRIO BARBOSA DO NASCIMENTO

Investimento se caracteriza como uma aplicação cujo intuito é a obtenção de lucros, em outras palavras, obtenção de resultados positivos e, desinvestimento é a ausência de aplicação sem nenhuma pretensão de resultados. Nesse sentido o investimento pedagógico seria uma ancora no processo de ensino, e consequentemente melhores resultados no processo de ensino-aprendizagem. Esse estudo tem como objetivo compreender os fatores influenciadores do investimento e desinvestimento na atuação docente no âmbito escolar. Trata- se de uma pesquisa qualitativa, de nível exploratório, complementada com uma entrevista semiestruturada respondida por quatro professores de Educação Física supervisores do subprojeto PIBID, que lecionam em escolas públicas da cidade de Crato – CE. Identificou-se através da reflexão em grupo alguns fatores que influenciam o investimento e/ou desinvestimento docente nas aulas de Educação Física, que são: falta de material, estrutura inadequada para as aulas; gestão escolar descomprometida quanto ao reconhecimento da função dessa disciplina; ausência do professor no planejamento escolar; formação continuada; formação acadêmica defasada e a dificuldade de trabalhar de forma interdisciplinar. Percebe-se que inúmeros fatores contribuem para o investimento/desinvestimento docente nas aulas de Educação Física escolar, e que muitos destes ainda encontram-se em evidência nas escolas, mostrando assim, o descaso que este componente curricular enfrenta. Por outro lado, muitos fatores são evitáveis, e que é necessário sair da zona de conforto e lutar por melhorias, para que assim a Educação Física possa obter seu reconhecimento, legitimidade e igualdade frente as outras disciplinas escolares.

Veja o artigo completo: PDF