Resumo Trabalho

CORAL CANTARES: DESAFIOS SONOROS NA EDUCAÇÃO MUSICAL INCLUSIVA

Autor(es): SARA PERIN MASSAKI

Este artigo resulta das minhas experiências vivenciadas como regente do Coral Cantares, situada na Escola de Ensino Médio Integral Tiradentes, no Bairro Novo Juazeiro, em Juazeiro do Norte - CE, mediante o Programa PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência), no período que compreende entre Abril e Junho de 2017. O Coral Cantares é constituído por 18 participantes, dentre eles, uma aluna surda. Dessa forma, relato os desafios sonoros apresentados ao incluir-se na estrutura coralística, as LIBRAS. Os alunos do coral envolveram-se neste desafio, a partir de então, todas as músicas trabalhadas eram feitas com a linguagem dos sinais. Assim, além de iniciarmos uma nova forma de vivenciar a música através de sons e gestos, estimulamos a interação social através das LIBRAS. Por tratar-se de alunos que não tinham nenhuma experiência prévia na área da Música, empenhamos nos exercícios de respiração, afinação e timbragem do coro. Houve uma mudança significativa no quesito à musicalidade do coral, e até mesmo, entre os participantes envolvidos. Compreendendo assim, que a linguagem dos sinais é mediadora nesse processo entre som e sinais, voz e surdez, sensibilizando aos ouvintes do Coral Cantares, uma nova forma de vivenciar a música.

Veja o artigo completo: PDF