Resumo Trabalho

A CULTURA E O BRINCAR: BREVE REFLEXÃO DESTA RELAÇÃO

Autor(es): ALEX SANTOS ROCHA, TÂNIA MARIA ALVES DE ALMEIDA e orientado por ENNIA DÉBORA PIRES BRAGA

Este trabalho tem por objetivo analisar e refletir sobre o tema brincar. Partindo de uma análise bibliográfica, procuramos apontar argumentos sobre a influência da cultura no brincar, evidenciando a dimensão histórica e cultural dos brinquedos e brincadeiras. Para tanto, buscando entender essa relação com autores como: Brougère (2001), Kishimoto (2002) e Borba (2006, 2007) para os quais a brincadeira assume a forma específica de fator social que pressupõe uma aprendizagem e uma importante experiência de cultura e que, ao longo dos anos, vem se modificando. O brincar e o brinquedo são considerados como elementos de uma sociedade historicamente determinada, que lhe confere sentido através de seus aspectos materiais e simbólicos, ou seja, funções sociais e especificidades ressignificadas pela própria atividade lúdica. Se considerarmos cultura como sendo um conjunto de significações produzidas pelo homem e o brincar, o brinquedo e os jogos como produtos sociais e históricos, temos que considerar que estes últimos revelam traços importantes da cultura que determinam o povo em um dado momento histórico. A infância é um momento profícuo para apropriação desse “arcabouço” constituído pela cultura na medida que a criança não brinca numa ilha. Como o adulto, ela não se satisfaz apenas com a realidade, mas necessita relacionar com o imaginário. Esse imaginário é fruto de um banco de dados (as representações, as imagens, os símbolos ou os significados) disposto pela cultura. O cinema e o teatro, a literatura, as artes visuais, a dança e a música representam formas de expressão criadas pelo homem como possibilidades de dialogar com o mundo. É através dessas expressões que os homens e mulheres se tocam dialeticamente para apropriar da cultura. O brinquedo e a brincadeira, no universo infantil, se tornam nesse aspecto a principal forma de dialogar com o mundo. O brincar torna-se importantíssimo nesse processo, daí a relevância deste estudo bibliográfico que busca aqui refletir sobre a relação entre a cultura, os brinquedos e as brincadeiras.

Veja o artigo completo: PDF