Resumo Trabalho

CONTRIBUIÇÃO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS PARA O DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DO SURDO NO MERCADO DE TRABALHO

Autor(es): ERISSA REGINA SILVA DE SOUZA, MARIA PEREIRA VIEIRA e orientado por FRACIVANE PINHO DE SOUZA

Tem-se o conhecimento de que a pessoa surda não é portadora de distúrbios intelectuais, e, sim, de atraso no seu desenvolvimento cognitivo em frente à intensa barreira da comunicação. Logo, a surdez não impede a comunicação por meio de outro canal, sendo este a língua de sinais, considerada ferramenta e instrumento imprescindível para este acontecimento, bem como deve ser ensinada à criança surda desde o início de sua vida. Nesse caso, existem estudos que já se reportaram ao fato da inclusão do surdo no mercado de trabalho e seus desafios e conquistas, seus limites e possibilidades para a inserção neste mercado, ao aluno deficiente auditivo e mercado de trabalho, entre outros aspectos. Entretanto, poucos são os que têm foco na importância da Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) com o desenvolvimento profissional do surdo, tema pelo qual a inserção deste trabalho se posiciona, partindo do seguinte questionamento: qual a contribuição da LIBRAS para o desenvolvimento profissional do surdo?. No atendimento desta problemática, seu objetivo geral foi de conhecer a contribuição da LIBRAS com o desenvolvimento profissional do surdo. E os específicos foram identificar os obstáculos e as possibilidades de enfretamento de uma pessoa surda diante sua inserção no mercado de trabalho, verificar a necessidade da sociedade em aceitar a inclusão do surdo no mercado de trabalho e investigar o papel da família e da escola de oportunizarem crescimento profissional ao surdo. O interesse desta concepção partiu de um conhecimento prévio do que se pretendeu investigar e somar ao mesmo constatações a respeito do conhecimento da LIBRAS e sua relevância no desenvolvimento profissional do surdo no mercado de trabalho. A sua importância pessoal tem foco na aquisição deste somatório, em razão da LIBRAS ser considerada o principal meio de comunicação entre o surdo e o ouvinte em todos os âmbitos de relações, como se verá no decorrer do trabalho. Este trabalho teve abordagem essencialmente justificativa em razão de se ter como um dos seus objetivos a aquisição de conhecimento e assim foi realizada uma pesquisa de campo, o instrumento de coleta de dados utilizado foi a entrevista semi-estruturada e os sujeitos trabalham em empresas na cidade de Parnaíba-PI. Na verificação da necessidade da sociedade em aceitar a inclusão do surdo no mercado de trabalho, falta à sociedade se conscientizar de que o surdo não se restringe em ser “empacotador”, visto que a lei “deixa bem claro que não é bem assim”, revelando um caráter da necessidade de atenção às pessoas com deficiência por parte da sociedade parecendo conhecedora dos aspectos legais. E diante do papel da família e da escola de oportunizarem crescimento profissional ao surdo, “é bem relativo” e fica claro que as famílias “precisam aprender libras”. A relevância da constituição da LIBRAS com o desenvolvimento profissional do surdo no mercado de trabalho, é importante em virtude da mesma proporcionar principalmente um relacionamento proveitoso para todos, incluindo a empresa que parece e de acordo com o todo exposto, não se deu conta disso.

Veja o artigo completo: PDF