Resumo Trabalho

GEOGRAFIA HISTÓRICA COMO TEORIA DE ANÁLISE: ENTRE ESPAÇO E TEMPO

Autor(es): KEILA ANDRADE HAIASHIDA

Este ensaio objetivou explicitar que a Geografia Histórica pode ser entendida como uma teoria de análise, especialmente para estudos na área de História e Geografia, tem sido considerada uma linha da Geografia Humana que analisa as relações estabelecidas entre o homem e a natureza ao longo do processo histórico. Optamos metodologicamente por uma revisão da literatura e questionamos: o que é uma teoria de análise? E qual a sua contribuição para pesquisa? Tomamos teoria em seu sentido mais amplo como uma forma de explicação dos fenômenos incompreendidos e análise enquanto processo de decomposição de uma substância ou tópico complexo em seus diversos elementos constituintes, para melhor compreendê-la. Então, uma teoria de análise permitiria explicar um determinado fenômeno através do exame minucioso de suas partes. Dessa forma, na pesquisa científica empreendemos esforços para compreender a realidade da forma mais complexa possível, ou seja, numa perspectiva totalizante através de processos de mediação universais e singulares. Um aspecto instigante na produção do conhecimento é a possibilidade de articulação entre espaço e tempo. Diversos historiadores e geógrafos concordam que a compreensão da sociedade só é possível a partir de um olhar espaço temporal. Podemos afirmar que, de forma sintética, a Geografia Histórica estuda as características e evolução dos espaços históricos, sua morfologia, paisagem e organização territorial assim como sua formação social. Moreira (1982) evidencia que a introdução da dialética espaço-tempo é fundamental para compreender as leis de movimentos das formações espaciais e seu conteúdo histórico e essa compreensão pode auxiliar a análise dos resultados em pesquisas nas áreas de História e Geografia.

Veja o artigo completo: PDF