Resumo Trabalho

BIOGRAFIA DE UM EDUCADOR

Autor(es): KEILA ANDRADE HAIASHIDA

Este trabalho deriva da pesquisa pós-doutoral “Quem sabe faz a hora não espera acontecer: estudo biográfico sobre Luiz Oswaldo Sant´Iago Moreira de Souza” realizada na Universidade Federal da Paraíba. Nosso objetivo tem sido conhecer essa trajetória individual, para articular a narrativa biográfica às suas implicações no processo de interiorização do ensino superior na região do sertão central cearense. Evidenciamos que esse é um estudo historiográfico realizado por intermédio de diversas fontes orais e escritas para coleta de dados como: observação direta, entrevistas, imagens, discursos, publicações, dentre outros. O professor Luiz Oswaldo teve e tem um papel de destaque na educação, especialmente superior, no município de Quixadá. Pedagogo, Filósofo, Mestre em Educação, professor, militante, radialista, escritor, funcionário do Banco do Brasil, estudioso de Paulo Freire e partidário de suas ideias, são algumas das inúmeras ocupações que assumiu ao longo de sua vida. Um de seus grandes desafios foi à criação de uma faculdade em Quixadá, essa proposta foi gestada na década de 1970, quando a sociedade quixadaense reclamava a ausência de cursos superiores para formação de professores. Luiz Oswaldo foi partícipe de todas as ações que culminaram na criação da Faculdade de Educação, Ciência e Letras do Sertão Central (FECLESC), unidade acadêmica da Universidade Estadual do Ceará (UECE), dentre as quais destacamos sua atuação nas escolas da região; a assunção do cargo de diretor do Departamento de Educação, na gestão do prefeito Aziz Okka Baquit (1973-1977). A presidência da Fundação Educacional do Sertão Central (FUNESC) criada pela lei municipal nº 842/76 com o objetivo de ser a mantenedora da Faculdade de Filosofia João XXIII (criada por intermédio de uma lei municipal de 1973). A direção da Faculdade de Filosofia João XXIII, posteriormente nomeada de FECLESC e a direção da FECLESC.

Veja o artigo completo: PDF