Resumo Trabalho

MAPA MENTAL: ESTUDO DO LUGAR COMO RECURSO DIDÁTICO NA ESCOLA DOUTOR JOSÉ CURSINO DE AZEVEDO NA CIDADE DE MARABÁ-PA.

Autor(es): RUBERNÉIA DA SILVA DE OLIVEIRA, JANALICE ALVES DE SOUZA e orientado por GUSTAVO SILVA

O presente trabalho tem como finalidade discutir a construção do mapa mental como instrumento pedagógico nas aulas de cartografia, utilizando os conhecimentos prévios dos alunos na prática escolar da turma do 6ºano do ensino fundamental da Escola Doutor José Cursino Azevedo. Assim a pesquisa foi desenvolvida com base nas observações em sala de aula dos discentes, com o objetivo de aprimorar os métodos de cognição do aluno, analisando a capacidade em que o mesmo espacialize os elementos do seu lugar vivido destacando os elementos cartográficos como: título, legenda, símbolos e escala e orientação. A utilização do mapa mental como instrumento didático nas aulas de geografia é de grande importância para a formação cognitiva do aluno, permitindo ao professor construir uma ligação entre os conhecimentos que os alunos já possuem acerca do seu espaço de vivência, e os conteúdos discutidos em sala de aula pelo professor de geografia, sendo que essa temática debatida foi escolhida a partir das discussões realizadas nas aulas da disciplina de Cartografia do Ensino de Geografia, assim despertando o interesse em desenvolver o trabalho que envolvesse o ensino de Geografia e as metodologias aplicadas em sala de aula no ensino fundamental onde foi escolhido o 6º ano, pois são quando os alunos estão adquirido os primeiros conhecimentos de cartografia, o aluno passa a ser despertando para um conhecimento que terá continuidade na séries futuras. Com a aplicação da atividade que se deu em algumas etapas onde as duas primeiras foram as cruciais para o resultado sendo o primeiro momento o aluno desenharia seu trajeto de casa para casa sem nenhum conhecimento cientifico e o segundo momento após o conteúdo desenharia novamente o trajeto com os conhecimentos adquiridos de cartografia. Através da análise de cada mapa mental, constatou que apenas 02 alunos colocaram título; 10 alunos utilizaram cores; nenhum colocou legenda e 17 identificaram pelo menos um símbolo cartográfico (linha, ponto ou círculo), analisando as imagens, pode-se considera que os desenhos demonstram muitos pontos em comum, o principal deles é a presença do supermercado guerra, cada aluno apresentou os principais pontos de referência do seu trajeto, assim os mapas mentais produzidos pelos alunos permitiu que eles apresentassem com os seus conhecimentos de acordo com a realidade de onde vivem e que foram fundamentais para o estudo do lugar. Concluímos que utilizar o mapa mental como instrumento didático na aula de cartografia é essencial para o desenvolvimento cognitivo do aluno, que permite transmitir a suas percepções do lugar de vivencia e que posteriormente servirá como ponto de partida para introdução do conteúdo cartográfico e a compreensão do espaço geográfico. Com essa atividade o aluno se sentir inserido no conteúdo pois o seu conhecimento comum foi importante para o resultado final, o aluno passou a ver o conteúdo com outros olhos a compreender a importância do conhecimento no seu cotidiano assim havendo uma utilização do conhecimento.

Veja o artigo completo: PDF