Resumo Trabalho

O TDAH NA PERSPECTIVA EDUCACIONAL: UM ESTADO DA ARTE DA PRODUÇÃO ACADÊMICA

Autor(es): ANA PAULA ALMEIDA FERREIRA, PRISCILA DE SOUSA BARBOSA e orientado por PRISCILA DE SOUSA BARBOSA

O Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade - TDA/H é um transtorno do neurodesenvolvimento que gera no indivíduo falta de atenção, hiperatividade e impulsividade. A presente pesquisa intitulada “o TDAH na perspectiva educacional: um estado da arte da produção acadêmica” teve como objetivo geral analisar as produções científicas brasileiras sobre o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH, sob a perspectiva educacional, no período de 2011 a 2015. Os objetivos específicos foram: descrever o percurso histórico dos estudos sobre o TDAH; discutir sobre a concepção educacional do TDAH; e identificar os temas estudados pelos pesquisadores que produziram estudos sobre o TDAH na perspectiva educacional mostrando as perspectivas teóricas metodológicas que fundamentaram estes trabalhos e as contribuições destas pesquisas para a compreensão da educação escolar das crianças com TDAH. O presente estudo trata-se de um estado da arte, em que o estudo bibliográfico ocorreu a partir da consulta de periódicos disponibilizados no banco de teses e dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (BTD - CAPES). Para o levantamento da pesquisa foram estabelecidos os seguintes critérios: o título com o termo TDAH, estar vinculado à área educacional e ter sido produzido entre os anos 2011 a 2015. Nota-se através da análise das pesquisas um significativo interesse pelas práticas pedagógicas sobre a aprendizagem escolar das pessoas com este transtorno, apesar de existir um número limitado de estudos com esta temática voltada para o campo educacional. As pesquisas contribuíram efetivamente em relação às propostas interventivas criadas no intuito de favorecer o desenvolvimento e a aprendizagem do aluno com TDAH no processo de escolarização, visto que este transtorno possui características que afetam o processo educacional. Os estudos também apontaram a necessidade de as pessoas envolvidas com o TDAH busquem conhecer e entender o transtorno, no caso professor é interessante fazer cursos, formações e leituras, além de observar e compreender o caso de cada aluno que possui o transtorno.

Veja o artigo completo: PDF