Resumo Trabalho

CONTRIBUIÇÃO DAS SALAS AMBIENTES E DOS MATERIAIS MONTESSORIANOS PARA A APRENDIZAGEM DE ALUNOS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Autor(es): DAYANE KERLY BORGES TEIXEIRA, PRISCILA DE SOUSA BARBOSA e orientado por PRISCILA DE SOUSA BARBOSA

A amplitude das discussões de uma educação infantil inclusiva, a busca por definir os apoios para o atendimento da criança com deficiência intelectual e a nova obrigatoriedade da faixa etária da educação básica valida a partir de 2016, propõem a operacionalização de práticas para a efetivação dos princípios de educar e cuidar centrados na criança. O Método Montessori, um dos grandes defensores dessa posição, se baseia em ações que visam práticas sustentadas nesses princípios e na autonomia da criança. Partindo disso, buscou-se: analisar qual a importância da utilização dos materiais montessorianos e das salas ambientes na aprendizagem de alunos com deficiência intelectual na educação infantil. E como problemática: qual a contribuição que os materiais montessorianos e a vivência nas salas ambientes traz para a aprendizagem de alunos com deficiência intelectual. Para a investigação desenvolveu-se uma pesquisa exploratória descritiva, com abordagem qualitativa. Como principais referências Antunes (2005) ; Röhrs (2010) ; BRASIL (2008). Como instrumento de coleta de dados optou-se pela observação não participante e a aplicação de questionário. Como participantes, 15 professoras que atuam na educação infantil em que há alunos com deficiência intelectual tanto na rede particular de ensino quanto na rede pública municipal de São Luís/MA, sendo 05 professoras da escola A, 05 da escola B e 05 da escola C. Como resultados, observou-se que as professoras apontaram que a operacionalização do Método Montessori favorece o desenvolvimento e a aprendizagem das crianças e quanto ao uso dos materiais montessorianos e dos ambientes podem facilitar a aprendizagem de crianças que apresentam deficiência intelectual.

Veja o artigo completo: PDF