Resumo Trabalho

MOVIMENTOS SOCIAIS DO CAMPO E MEMÓRIA: CONSTRUINDO EXPERIÊNCIAS, REIVINDICANDO A POSSE DA TERRA E FAZENDO EDUCAÇÃO POPULAR NA “LUTA DO POVO DE ALAGAMAR”

Autor(es): GILDIVAN FRANCISCO DAS NEVES, FABIOLA ANDRADE PEREIRA e orientado por SEVERINO BEZERRA DA SILVA

A História do campo no Brasil é marcada pela concentração fundiária e por resistências travadas pelos trabalhadores rurais para assegurar a permanência em propriedades. Dentre os capítulos de resistência no campo, evidencia-se a “Luta do Povo de Alagamar”, movimento social protagonizado por foreiros da Grande Alagamar, propriedade rural situada entre os municípios de Salgado de São Félix e Itabaiana – PB, entre os anos 1975 e 1980. Elenca-se como objetivo geral analisar de que maneira, ao agenciarem pela posse da terra, os trabalhadores rurais partícipes da “Luta do Povo de Alagamar” vivenciaram um processo educativo que se aproxima dos pressupostos da Educação Popular. Situado no campo da História Social, recorre a fontes como cordéis e relato oral. Nos diversos espaços do movimento social, os participantes empreenderam um processo educativo, ao passo que problematizaram suas realidades e construíram leituras de mundo a partir do diálogo entre si e com agentes externos.

Veja o artigo completo: PDF