Resumo Trabalho

QUEIMADAS COMO PRÁTICAS CULTURAIS, IMPACTOS E TECNOLOGIAS ALTERNATIVAS

Autor(es): MARIA ELANNY DAMASCENO SILVA, ANA LÚCIA NOBRE DA SILVEIRA e orientado por DR. ANTONIO ROBERTO XAVIER

Este trabalho refere-se ao uso de queimadas como técnica de uso agrícola e suas consequências ao solo e ao meio ambiente. Dada a relevância da diversidade biológica para o equilíbrio do planeta, a comunidade científica internacional, governo e entidades não governamentais ambientalistas alertam para as consequências irreversíveis da sua perda. A visão ambientalista trata a agricultura e outras atividades produtivas como “ameaças” à manutenção dos ecossistemas do Brasil. Dentre todas as atividades que envolvem a agricultura, as queimadas são mais evidentes e que perpetuam ao passar dos anos. Estudos inferem que a queima pode possuir resultados positivos ou negativos. É interessante avaliar as vantagens e as desvantagens de acordo com a sustentabilidade, levando em consideração a cultura agrícola enraizada, econômicas e sanidade humana. Conclui-se que as alternativas de diminuição de utilização da queima do solo, trabalhando com manejos sustentáveis como por exemplo: a agrosilvopastoris e a agroflorestais são indispensáveis.

Veja o artigo completo: PDF