Resumo Trabalho

A SOCIOLINGUÍSTICA NA SALA DE AULA: ANÁLISE DAS MARCAS DE ORALIDADE NA ESCRITA

Autor(es): MARIANA FIGUEREDO SILVA, BEATRIZ SANTANA DO CARMO e orientado por MARIA DA GUIA TAVEIRO SILVA

Resumo: A pesquisa analisa a escrita de alunos do 1° ciclo do Ensino Médio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), de uma escola pública em Imperatriz-MA. O objetivo era identificar a presença da oralidade na escrita dos alunos. Para isso, foi realizada uma pesquisa qualitativa de abordagem etnográfica, com o uso de entrevista semiestruturada, observação e registro das informações. O trabalho está fundamentado, com estudos de Bortoni-Ricardo (2004); Cagliari (2004); Capistrano (2007); Freire (1996); Marcuschi (2004); Martins (2014). Os estudos da variação são direcionados à fala, porém pode-se encontrar marcas de oralidade na escrita. Ademais, a variação linguística permeia o bojo social e deve ser visto como a mesma vem sendo tratada no ambiente escolar. Os dados revelaram a presença de marcas de oralidade nos textos dos alunos, como a supressão de “r” no infinitivo, monotongação, bem como a presença de traços descontínuos e graduais e desnasalação.

Veja o artigo completo: PDF