Resumo Trabalho

AS CONSTRUÇÕES ENUNCIATIVAS SOBRE INFÂNCIAS EM JORNAIS IMPRESSOS DO MARANHÃO

Autor(es): LEIDE SILVA OLIVEIRA ALVES e orientado por PAULO FERNANDO DE CARVALHO LOPES

Compreendendo os jornais como fonte de produção de sentidos, o objetivo deste trabalho é discutir a partir dos pressupostos da Teoria dos Discursos Sociais, como dois jornais do Maranhão, O Progresso e O Estado do Maranhão colocam em circulação as noções sobre infâncias. Os impressos, ora analisados, enquadram-se na categoria de jornal impresso com circulação diária, no estado do Maranhão. A escolha dos dois suportes de comunicação que integram a análise assenta-se na premissa de que existem similaridades entre eles, tais como: formato, periodicidade, circulação entre outros; aspectos necessários já que se pretende desenvolver uma análise comparativa que baseia-se na proposta de Araújo (2000), Verón (2004), Pinto (2002) e Lopes (2004), que busca reconstituir as operações discursivas a partir das marcas presentes nos textos. Os discursos sobre infâncias nos jornais do Maranhão podem ser encontrados na superfície textual, nas marcas formais deixadas pelos processos sociais de produção de sentidos.

Veja o artigo completo: PDF