Resumo Trabalho

A INTERAÇÃO SOCIAL NOS ESTUDOS DE JEAN PIAGET

Autor(es): JAKELINE ALENCAR ANDRADE

Os estudos da Epistemologia Genética repercutiram nas áreas das ciências humanas com destaque para a psicologia da criança e a educação. A tese interacionista do desenvolvimento cognitivo requer a consideração de fatores endógenos e exógenos atuando na construção de um sujeito psicológico, epistemológico e sócio-afetivo. No entanto, a Epistemologia Genética tem sido comumente reduzida ao enfoque do desenvolvimento cognitivo em detrimento do interindividual/social; tal visão acarretou muitas críticas no percurso da teoria piagetiana no Brasil. Nosso objetivo é explicitar o desenvolvimento psicológico e social até a conquista da autonomia, ponto de partida e chegada do sujeito coordenador de suas ações sociais. Vamos acompanhar Jean Piaget até o conceito de cooperação e autonomia. Iniciamos com sua empreitada em busca da gênese do conhecimento humano e seus principais pontos de apoio, desde sua precoce iniciação científica até a consolidação da Epistemologia Genética como teoria essencial ao entendimento do desenvolvimento humano.

Veja o artigo completo: PDF