Resumo Trabalho

ENSINO DE EXPRESSÕES ALGÉBRICAS ATRAVÉS DE RECEITAS CULINÁRIAS PARA ALUNOS DO 8ª ANO – ENSINO FUNDAMENTAL II

Autor(es): GABRIELA STEFANY MALHEIROS COUTO e orientado por WILLIAN MONTEIRO

O presente artigo tem por objetivo apresentar uma nova metodologia para a sala de aula, que envolve brincadeiras com receitas culinárias para a aprendizagem de Expressões Algébricas com os alunos do 8º ano. A explicação do conteúdo de Álgebra pode deixar de ser apenas uma transmissão e aplicação de atividades e tornar-se uma metodologia prazerosa a partir de situações improvisadas, reais ou lúdicas do cotidiano. O tema foi escolhido, por ser diagnosticadas dificuldades na compreensão do conteúdo estudado durante a unidade. Com um pouco de criatividade, monômios e polinômios que formam as expressões com variáveis, os alunos acompanham a história, no qual interpretam a situação ocorrida e fica evidente a adição e subtração dos monômios semelhantes. O artigo encontra-se fundamentado nos estudos de Gilles Brougére, um dos maiores especialistas nas relações entre jogo e educação para o desenvolvimento infantil e a natureza humana. A discussão do tema deste artigo retrata acerca da estimulação do professor de Ciências da Educação, por ter sido trabalhado com pré-adolescentes, no entanto o foco da pesquisa é semelhante aos objetivos encontrados. Esta atividade foi desenvolvida com os alunos do 8º ano – turno Vespertino - do Ensino Fundamental II, através do Projeto Mais Educação no Colégio Estadual Tereza Borges de Cerqueira em Caetité, Bahia. Como produto resultante deste trabalho, O Jogo “Brincando com Álgebra na Cozinha” foi feito após uma revisão em uma das aulas, sobre monômios e polinômios, adição e subtração de monômios semelhantes, e como montar expressões algébricas. Foi com este produto que os estudantes puderam aprender o conteúdo de forma prazerosa e lúdica em circunstância com o conteúdo destacado, mostrando entendimento sobre as expressões algébricas, sabendo expressá-las e aplicá-las. Deste modo, evidencia-se a investigação de atividades dinâmicas e lúdicas em contrapartida à forma tradicional da compreensão da matemática, além de garantir interação coletiva.

Veja o artigo completo: PDF