Resumo Trabalho

RELAÇÕES MÉTRICAS NO TRIÂNGULO RETÂNGULO: ANÁLISE DA ORGANIZAÇÃO MATEMÁTICA NO LIVRO DIDÁTICO

Autor(es): LUCIANA SILVA DOS SANTOS SOUZA, ANDREZA ANDRADE DO PRADO, RAYSSA DE MORAES DA SILVA e orientado por ELISÂNGELA BASTOS DE MELO ESPÍNDOLA

Neste artigo, apresentamos o trabalho de conclusão da disciplina de Metodologia do Ensino da Matemática, realizado pelas licenciandas do 6º período do Curso de Licenciatura em Matemática da UFRPE, sob a orientação da professora regente. O texto traz uma análise da organização matemática (tipos de tarefas e técnicas) fomentadas pelos autores dos livros didáticos de matemática acerca da aprendizagem das relações métricas no triângulo retângulo. A referida análise está pautada na identificação e descrição da praxeologia matemática utilizando os fundamentos da Teoria Antropológica do Didático (CHEVALLARD, 1996). Para tanto, tomamos como referência os exercícios e problemas apresentados nas propostas pedagógicas dos livros didáticos de matemática (9º ano do ensino fundamental), mais precisamente em 4 das 11 (36%) coleções aprovadas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) - 2017. Os resultados indicam que para realização da tarefa T (Calcular a medida de um ou mais segmentos do triângulo retângulo) são propostas nos LD de matemática quatro subtipos de tarefas t (calcular a medida da altura relativa à hipotenusa; calcular a medida do cateto; calcular a medida da projeção; calcular a medida da hipotenusa) e, na execução destas, são sugeridas sete técnicas (que indicam as relações métricas no triângulo retângulo). As análises mostram que as tarefas incidem predominantemente no cálculo das medidas dos segmentos de reta correspondentes aos lados do triângulo retângulo (Calcular a medida dos catetos e/ou da hipotenusa). E, entre as técnicas que possibilitam alcançar os resultados esperados nas mesmas tarefas, a mais incentivada pelos autores dos livros didáticos analisados é o teorema de Pitágoras.

Veja o artigo completo: PDF