Resumo Trabalho

NÍVEL DE PENSAMENTO GEOMÉTRICO E PROVAS E DEMONSTRAÇÕES MATEMÁTICAS PRODUZIDAS POR UM TRIO DE ALUNOS VIA GEOGEBRA

Autor(es): MARCELLA LUANNA DA SILVA LIMA, ABIGAIL FREGNI LINS e orientado por ABIGAIL FREGNI LINS

O ambiente de Geometria Dinâmica pode encorajar os alunos a descobrirem novas representações e a refletirem mais de perto como um matemático, inicialmente, visualiza e analisa um problema, fazendo conjecturas antes de realizar provas e demonstrações. Provas e demonstrações matemáticas são características essenciais da Matemática e elas possibilitam que o aluno produza ligações conceituais e novos métodos para resolver determinados problemas. Com isso, neste Pôster apresentamos um breve relato sobre uma das atividades discutidas em nossa pesquisa de mestrado vinculada ao Projeto OBEDUC em rede UFMS/UEPB/UFAL Núcleo UEPB. A pesquisa teve cunho qualitativo via estudo de caso e a atividade discutida teve como objetivo investigar que nível de pensamento geométrico e que tipo de prova é produzida por um trio de alunos no ambiente GeoGebra. Utilizamos como referenciais teóricos Parzysz (2006) para os níveis do pensamento geométrico, e Balacheff (2000) e Nasser e Tinoco (2003) para as provas e demonstrações matemáticas, e optamos pela técnica de triangulação para a análise dos dados, uma vez que utilizamos como instrumentos de coleta dos dados a observação, as notas de campo, gravações em áudio e a Proposta Didática. Concluímos que esses alunos se encontram nos níveis iniciais do pensamento geométrico (Geometria concreta, G0, e Geometria Spatio-Graphique, G1), como também utilizam casos particulares (Empirismo Ingênuo, Justificativa Gráfica e Justificativa Pragmática) para comprovar uma afirmação. Portanto, esses alunos não são incentivados a resolverem atividades que os motivem a refletir, justificar, argumentar, provar e demonstrar afirmações matemáticas.

Veja o artigo completo: PDF