Resumo Trabalho

CONTRIBUIÇÕES DAS PERGUNTAS DO PROFESSOR PARA O ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA

Autor(es): MARINALVA LUIZ DE OLIVEIRA, LEANDRA TAMIRIS DE OLIVEIRA LIRA e orientado por MARINALVA LUIZ DE OLIVEIRA

O trabalho teve como questão, quais as implicações das perguntas formuladas pelo professor para o ensino e aprendizagem matemática? o objetivo geral: analisar os tipos de perguntas feitas pelo professor em aulas de matemática e as implicações da mesma para o ensino e aprendizagem matemática. A relevância da ação de perguntar e da comunicação na educação matemática vem sendo defendida por Martinho e Pontes (2005), Milani (2015) e Menezes (1995). Os referidos autores acreditam que o aluno possa aprender expressando ideias e entendimentos sobre um determinado assunto em um processo dialógico. Nesse estudo levamos em consideração o foco nas perguntas do professor e a intenção do professor ao formular a pergunta, utilizando a classificação elaborada por Ainley (1988), pergunta de exame: o questionador sabe a resposta e o questionado sabe disso. Propósito: saber se o questionado possui uma determinada informação; Pergunta estruturadora: o questionador pode ou não saber a resposta e o questionado tem ou não consciência disso. Propósito: levar o questionado a refletir mais sobre o problema. Nossa opção metodológica deu-se sobre a abordagem qualitativa, (MINAYO, 1994), um estudo de caso (Yin, 2000) numa escola pública municipal, localizada em Ipojuca- PE. Uma amostra composta de uma professora e sua turma do 3º ano do Ensino Fundamental com 24 alunos. A coleta de dados através de videografia de uma aula planejada pela professora da turma, cujo tema foi o Sistema de Numeração Decimal, chamado de episodio 1. As falas dos sujeitos provenientes da transcrição da aula foram interpretadas e analisadas com base na análise de conteúdo de Bardin (2005). Portanto a nossa análise foi no sentido de evidenciar as implicações das perguntas do professor para o ensino e a aprendizagem matemática. O episódio escolhido correspondeu ao momento de revisão de conteúdos, inicia-se no turno de fala 1 e vai até o turno 16. Esse momento de revisão foi importante, pois além da interação professor-aluno, indispensável para a construção do conhecimento, à medida que os alunos expõem os conhecimentos que possuem acerca de um conteúdo já estudado, é possível que o professor identifique as dificuldades, para então traçar estratégias de ensino que permitam sana-las e assim partir para a compreensão de outros conteúdos. O estudo em questão mostra que perguntas de exame foram predominantes no episódio analisado. Tais perguntas são importantes quando o professor deseja resgatar informações sobre conteúdos de aulas passadas, pois comumente o professor utiliza tais informações para auxiliar os alunos na compreensão do novo conteúdo. As contribuições das perguntas formuladas pelo professor em aulas de matemática estão associadas ao tipo de pergunta, ao contexto em que são formuladas e a intenção do professor com tal pergunta. Em relação à intenção, cabe salientar que as perguntas do professor precisam ser claras, caso contrário os objetivos didáticos não serão alcançados. Para isso, é importante que o professor faça um planejamento cuidadoso, reflita sobre sua prática, sobre a funcionalidade das perguntas que costuma realizar, para então, formular perguntas que de fato contribuam para a aprendizagem dos alunos.

Veja o artigo completo: PDF