Resumo Trabalho

DIÁRIO DE BORDO COMO PRÁTICA EDUCATIVA NA EDUCAÇÃO FISICA DO ENSINO MÉDIO

Autor(es): SILVIA CLAUDIA FERREIRA DE ANDRADE, ELLEN CORREIA FONSECA DE OLIVEIRA

O Diário de Bordo é um recurso didático através de caderno ou pasta no qual o estudante registra as etapas que realiza no desenvolvimento do projeto. Este registro deve ser detalhado e preciso, indicando datas e locais de todos os fatos, passos, descobertas e indagações, investigações, entrevistas, testes, resultados e respectivas análises. Como o próprio nome diz, este é um Diário que será preenchido ao longo de todo o trabalho, trazendo as anotações, rascunhos, e qualquer ideia que possa ter surgido no decorrer do desenvolvimento do projeto. Participaram deste trabalho 111 discentes da 1ª série, dos cursos técnicos integrado ao médio de Geologia, Edificações e Informática. As idades são entre 13 a 16 anos. Uma média de 11 meninos por turma e 25 meninas por turma. Conforme se detém o objetivo de um diário de bordo, os alunos foram orientados a anotar as suas práticas do dia a dia, a partir das seguintes variáveis: realização de Atividade física (não-sistematizadas, ou seja, atividades gerais da vida diária); Exercícios físicos (sistematizadas, ou seja, são aquelas que possuem freqüência, duração volume e intensidade); Ingestão hídrica (consumo de água em ml para mensurar a quantidade ingerida diariamente); Ergonomia postural ( boa ou má, em diversas circunstancias, como sentar, andar e elevar cargas; Ingestão de alimentos (todas as refeições e lanches consumidos). Esse registro aconteceu durante os meses de maio à agosto do presente ano, correspondendo esta a etapa parcial. Após coleta, e organizado e tratados os dados em uma planilha em Excell os resultados foram os seguintes: INGESTÃO DE ÁGUA: 60% da amostra apresentou melhora na ingestão de água, ou seja, muitos aumentaram de 500 ml à 2000ml; ERGONOMIA: 30% melhorou a postura realizada nas atividades da vida diária, respondendo como má e boa postura, conforme os conteúdos em sala; EXERCÍCIOS FISICOS: 40% melhorou as práticas de exercícios, ou seja àqueles sistematizado, que possuem freqüência, duração, intensidade e volume. Dentre as práticas utilizadas foram a caminhada, a bicicleta e musculação; ATIVIDADE FISICA: 90% melhorou a realização das atividades físicas, andando mais à pé e/ou nos cuidados da casa com a família; ALIMENTAÇÃO: 15% melhorou sua alimentação, mas ainda consomem frituras, principalmente nos fins de semana. Conclui-se que o diário de bordo foi uma ferramenta que permitiu ao aluno ver, fazer e dizer que a compreensão de sua saúde é produzida nas relações com o meio físico e social, identificando fatores de risco, que necessitam adotar hábitos de auto-cuidado. Apesar deste trabalho com o diário de bordo apresentar resultados de apenas 3 meses, será dado continuidade até o término do ano letivo.

Veja o artigo completo: PDF