Resumo Trabalho

Autor(es): MARIA JOELMA SANTOS DE MELO , MARIA DE FÁTIMA MARQUES

Durante a nossa prática pedagógica, costumamos registrar várias etapas do desenvolvimento das crianças através de fotografia, algo recorrente nas fotografias de uma das crianças nos chamou atenção, um brilho diferente no olho esquerdo. Diante disso, conversamos com a direção da Instituição e a equipe pedagógica, a qual solicitou junto a Secretaria de Educação uma consulta com um oftalmologista. Após a consulta da criança foi constatada que ela tinha retinoblastoma e que necessitava imediatamente de realizar a cirurgia para remoção do globo ocular. Diante disso, desenvolvemos o projeto “Meu olhar no seu olhar” realizado na Creche Municipal Soraya Magnólia em Campina Grande, Paraíba junto a 20 (vinte) crianças do Maternal II, com faixa etária de 3 (três) anos, com o intuito de resignificar a “dor” e potencializar a adaptação da criança com câncer no seu retorno escolar, além de ressaltar os eixos norteadores da Educação Infantil o cuidar e o educar dando visibilidade a criança e sua família. Este trabalho se caracteriza como um relato de experiência no qual é possível pensar que o brincar se constitui em uma estratégia para a convivência com câncer infantil e a promoção do diagnóstico precoce do retinoblastoma. No decorrer de (1) semestre foram realizadas atividades junto às crianças e sua família. Diante das atividades relatadas e de outras que aqui não foram mencionadas no projeto “Meu Olhar no seu olhar” entendemos que o mesmo promoveu a interação entre Instituição e Família, dando visibilidade à saúde da criança, bem como, abrindo espaço para refletirmos sobre o câncer infantil a partir de uma experiência vivenciada na Unidade Escolar o que nos permitiu fazer uma tradução das subjetividades e dos entendimentos nas fontes, as motivações, emoções e lógicas de agir e pensar sobre o câncer infantil e sobre o diagnóstico precoce no universo da educação infantil a favor da criança, de sua família, pois só a experiência pessoal pode traduzir o mundo em razões e sentimentos através da inserção da criança no mundo social e na relação com o outro. O meu olhar no teu olhar contempla uma estrela que brilha fascinante no céu. Dessa forma, conhecer para compreender, prevenir opera como uma maneira de reconhecimento e tradução do mundo que emerge do racional ou das construções mentais mais elaboradas, mas da sensibilidade dos sentidos que vêm de cada um.

Veja o artigo completo: PDF