Resumo Trabalho

CONCEPÇÕES HISTÓRICAS SOBRE AS TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS LIBERAIS E PROGRESSISTAS: UMA DESCRIÇÃO SOBRE CADA PERSPECTIVA DE ENSINO.

Autor(es): MARTILEIDE DA COSTA HENRIQUE MAIA , ADOLPHO PINHEIRO MAIA, KOLLYANY PINHEIRO DE LIMA

O presente estudo surgiu da necessidade de compreensão acerca do tema aqui proposto, sendo analisado durante a pesquisa os principais fatores que poderiam influenciar a prática educativa, e a possível relação de poder que a cultura vigente exerce no que concerne à práxis docente. Neste contexto político e ideológico que este artigo se propõe a estudar é necessário entender o papel da educação no âmbito pragmático, ou seja, a prática pedagógica em si. Contudo, uma das hipóteses levantadas na construção deste artigo é a existência de relação de poder dentro do processo de ensino e aprendizagem, Neste panorama ao qual procuramos pesquisar é que o estudo construiu seu arcabouço metodológico e bibliográfico. Posto isto, o objetivo deste trabalho é investigar a influência das concepções Históricas das duas linhas filosóficas da educação, Liberais e Progressistas e suas possíveis influências no ideário pedagógico brasileiro. A metodologia utilizada baseou-se em uma análise descritiva, obtida em livros e artigos científicos, característica de uma revisão bibliográfica. Os dados levantados nos conduzem a inferir que as diversas tendências de ensino estão fortemente ligadas com o contexto social, político e cultural em que um país ou mundo vivenciam, deste modo, um dos fatores observados para a mudança de paradigma na educação são os interesses de uma determinada classe que está em ascensão, sendo a educação reflexo da cultura dominante, portanto, os dados obtidos corroboram para seguinte afirmação que a educação possivelmente é o espelho da cultura dominante, sendo a mesma impregnada de intenção e de vontades políticas, que representam os valores ou dogmas de uma vertente da sociedade.

Veja o artigo completo: PDF