Resumo Trabalho

Autor(es): MARIA JANINE PEREIRA FERNANDES, DENISE CRISTINA FERREIRA, PATRÍCIA DE LIMA MARTINS, RODOLFO OLIVEIRA PASCHOAL

Resumo Este estudo é um recorte de uma pesquisa que tem como objetivo compreender as representações sociais do afeto e do sofrimento no exercício do seu trabalho. Sabendo que o professor é um ser social e histórico é importante falar sobre suas condutas levando em consideração seu presente a partir de uma construção socio-histórica. Uma vez que, para se pensar na condição do professor na atualidade, é preciso também refletir sobre a formação da educação brasileira. Além disso, é necessário levar em consideração as interferências dos contextos histórico-sociais que marcam o tipo ideal do que é ser professor na sociedade. A partir da compreensão empírica e de literaturas pertinentes e especializadas sobre o tema, procuramos enxergar diversos desafios enfrentados pela figura do professor. Esta pesquisa pode ser importante, na medida em é possível desvendar certas dificuldades enfrentadas pelo professor na escola (espaço de trabalho), a exemplo dos relatos de sofrimento desses sujeitos, dados de afastamentos por diversos motivos de saúde ou ausência indeterminada por outras causas que muitas vezes ficam na invisibilidade, tendo em vista que a escola, educação e ética nem sempre caminham juntas. Dentro deste contexto, percebe-se que o professor vem assistindo uma série de mudanças em politicas sociais e econômicas que afetam positiva ou negativamente seu desempenho enquanto sujeito formador, culminando também nas angústias do exercício profissional do “ser professor”, como representação social e no fracasso decorrente de um esforço, aparentemente, inatingível por estar inserida a execução desta educação às normas curriculares das políticas institucionalizadas que, por vezes, delimitam sua atuação.

Veja o artigo completo: PDF