Resumo Trabalho

Autor(es): MARIA VIRGINIA DOS SANTOS SOUZA, GILMARA ALBUQUERQUE DA SILVA, LUCICLEIDE ARAÚJO RODRIGUES, MIKAELA ALVES PEQUENO

Este artigo trata de relatar como foi a experiência de elaborar e apresentar um projeto colaborativo em uma escola pública de Campina Grande, durante o Estágio Supervisionado II do curso de Pedagogia da Universidade Estadual da Paraíba. O projeto intitulado “Bullying não é divertido: somos todos iguais nas diferenças” teve a finalidade de contribuir para a construção de um ambiente onde as diferenças sejam trabalhadas e respeitadas, num clima de participação, onde todos os sujeitos da escola, a gestora, professoras, alunos ou demais funcionários, estabeleçam relações mediadas pelo diálogo, contrárias, portanto, às práticas de bullying. Para análise da experiência, abordaremos a apresentação do projeto, os conteúdos estudados que embasaram o trabalho, as observações que foram feiras durante o estágio e a percepção dos alunos quanto a esse fenômeno discutido. Na tentativa de dialogar sobre o assunto e promover um espaço mais acolhedor e participativo, temos como justificativa a necessidade de aprofundar o conhecimento sobre o tema, buscando fundamentos teóricos que ajudem na identificação de práticas dessa natureza, sensibilizando e exemplificando as várias formas que este problema pode assumir, destacando também a necessidade de a escola compartilhar com a família para construir soluções viáveis de enfrentamento ao referido problema com o objetivo de contribuir para a construção e conservação de um ambiente democrático em que os sujeitos da escola, possam estabelecer elos de confiança e respeito na vivência de uma cultura de paz, dentro e fora do contexto educacional. Além disso, falaremos sobre o teatro de fantoches, que sendo utilizado como metodologia, tornou a apresentação mais lúdica.

Veja o artigo completo: PDF