Resumo Trabalho

Autor(es): KÉTSIA FERREIRA VIANA BEZERRA DIAS

Tratarei neste artigo do currículo humanista que se conhece a partir da catequese jesuítica por ser voltada para a formação do homem perfeito, do bom cristão e centrada em um currículo de educação intelectual baseada na leitura de teóricos para a elite colonial o que promoveu a institucionalização da educação no Brasil; do currículo tecnicista que tinha o objetivo de formar indivíduos para o mercado de trabalho; e por fim do currículo crítico que busca analisar as condições sociopolíticas e econômicas de sua aplicação, visando à transformação da realidade. Para isso, perpasso pelas suas origens a fim de caracterizá-los e, por conseguinte expor as semelhanças e diferenças entre estes currículos que influenciaram e influenciam o currículo escolar e a formação dos professores brasileiros que passaram a adotá-los em distintos períodos da história do país com o objetivo de promover uma reflexão crítica a cerca do currículo trabalhado em sala de aula. O presente artigo caracteriza-se como uma revisão bibliográfica com base nos teóricos Doll (2002), Giroux (1992), Pacheco (1992), Saviani (2007), dentre outros, e a partir dos estudos realizados no Componente Curricular de Currículo do curso de Pedagogia com a perspectiva de compreender o contexto histórico dos currículos que norteiam o trabalho pedagógico, uma vez que, a escola deve romper com o modelo de educação imposta para que se torne uma ferramenta para desenvolver em cada aluno seu senso crítico e os mesmos devem entender que este é o espaço de atividades reflexivas, contribuindo assim para a formação de novos sujeitos ativos que percebam-se enquanto atores sociais construtores de sua própria história.

Veja o artigo completo: PDF