Resumo Trabalho

Autor(es): TATIANA OLIVEIRA RAMOS e orientado por JOSANDRA ARAÚJO BARRETO DE MELO e orientado por JOSANDRA ARAÚJO BARRETO DE MELO

O presente artigo tem como objetivo principal apresentar a experiência construída a partir da utilização da estratégia de construção de mapas mentais no ensino de Geografia, no ensino médio, a partir de observações e intervenções no âmbito do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência – PIBID/ CAPES/ UEPB, realizada na Escola Estadual Ensino Fundamental e Médio São Sebastião, Campina Grande – PB, na turma do 1° ano C. Nas observações realizadas na turma foi visto que os alunos apresentavam muita dificuldade de compreensão dos mapas que eram apresentados em aulas, por isso a importância de trabalhar com a ferramenta de mapas mentais, procurando estimular a alfabetização cartográfica e a leitura e compreensão de mapas. Os mapas são representações desenhadas ou gráficas da superfície real e geográfica e mental é o que a imaginação pode colocar em pratica, ou seja, os mapas mentais constituem uma representação do conhecimento da mente humana, que representa apenas o que vivencia, por isso, é tão importante usar essa metodologia no ensino de Geografia, para aproximar o ensino a realidade da vida do aluno. O desenvolvimento do trabalho se deu a partir das técnicas da pesquisa ação, materializada pelo desenvolvimento de um projeto de intervenção didático-pedagógica em sala de aula. Os resultados permitiram afirmar que a metodologia possibilitou que os alunos pudessem desenvolver seus próprios mapas, a partir dos seus conhecimentos e que enriquecessem a concepção do lugar de vivência e fossem capazes de compreender as mudanças ocorridas durante o tempo. Por fim, a metodologia também possibilitou aos alunos construírem noções de cartografia, na medida em que foram alfabetizados cartograficamente, sendo capazes de fazer leituras de diferentes mapas.

Veja o artigo completo: PDF