Resumo Trabalho

Autor(es): PAULA WANESSK GUIMARÃES MEDEIROS, JULIA MARIA RAPOSO GONÇALVES DE MELO LARRÉ

Os estudos de língua e de linguagem vêm passando por mudanças significativas ao longo de algumas décadas, das abordagens estruturalistas ao ensino de gêneros textuais/discursivos. Contudo, o presente trabalho apresenta discussões teóricas dos caminhos da linguística aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) (1998), com o intuito de verificar através de observações de uma prática de ensino, se as aulas observadas de Língua Portuguesa foram planejadas por meio de gêneros textuais e aplicadas pelas sequências didáticas de Dolz, Noverraz e Schneuwly (2004). Sendo assim, as observações foram realizadas em uma turma do 3º ano do EM de uma escola estadual da Mesorregião do Agreste de Pernambuco. Durante à análise, verificou-se que as práticas de ensino de Língua Portuguesa não condizem com as novas teorias de gêneros textuais/discursivos como fundamentais para aprendizagem da língua e da linguagem. Com os resultados encontrados nas observações, pretendemos propor uma reflexão sobre o fato de que, no que tange ao trabalho efetivo em sala de aula, mesmo que este esteja pautado no norteamento dos PNCs, existem aspectos que ainda estão arraigados a uma prática docente tradicional.

Veja o artigo completo: PDF