Resumo Trabalho

CORPOS E MENTES DISCENTES: PRÁTICA EDUCACIONAL, SEXUALIDADES E CRENÇA RELIGIOSA

Autor(es): JOANICE SANTOS CONCEIÇÃO

O presente trabalho visa investigar se as compreensões de sexualidades e religião dos professores acabam por interferir na orientação sexual dos discentes. A abordagem é de caráter teórico-reflexivo, com base no projeto de pesquisa PIBIC, intitulado, “As concepções de gênero∕sexualidade e religião na prática docente”. A investigação foi desenvolvida em escolas públicas de ensino fundamental I e II do município de Santo Antônio de Pádua, RJ. Intenta ainda discutir como as mencionadas concepções permeiam a prática docente, de modo a interferir no processo de ensino-aprendizagem dos alunos, na medida em que se supõe que haja negação da diversidade sexual e religiosa na escola, privilegiando, respectivamente, aspectos biológicos e cristãos. Além de enaltecer atitudes preconceituosas, estereotipadas e discriminatórias que por vezes humilham e excluem determinados indivíduos. O método utilizado foi qualitativo, com as técnicas de observação e entrevistas semiestruturadas. Os resultados apontam para a presença do racismo, a falta de formação dos professores para a diversidade sexual e religiosa como disseminadores e perpetuadores de preconceitos, estereótipos, desigualdades de gênero/sexualidades e religião. Assim, esperamos contribuir para a desconstrução de estereótipos em relação aos corpos queers no ambiente escolar.

Veja o artigo completo: PDF