Resumo Trabalho

EDUCAÇÃO DE GÊNEROS: UMA CONVERSA INTRODUTÓRIA

Autor(es): GEORGE SOUZA DE MELO

Este artigo se desenvolve em torno da análise sobre a relação entre educação, gênero e sexualidade. Ao contrário de uma argumentação fechada que se quer conclusiva, o texto se propõe a ser uma espécie de introdução à análise da educação de gêneros, principalmente a partir das contribuições dos estudos de gênero e queer. E é concluído com mais questionamentos, pois é assim que entendemos ser possível seguir o diálogo com aqueles que se dispõem a nos ler e a construir conhecimento conosco. Várias/os autoras/es (Bento, Butler, Louro, Preciado, Silva, entre outras/os) são trazidos à escrita para que seja possível traçar uma compreensão inicial do que seja a educação marcada pela generificação do binarismo heteronormativo. Principalmente na nossa realidade brasileira, marcada pela perseguição aos estudos de gênero nos últimos anos. Perseguição essa que tem a escola como um alvo de ataque colericamente mirado. Explorando essa bibliografia e a partir da pertinência de suas colocações é possível começar a traçar outros possíveis para a educação de gêneros e esboçar novas problematizações que deem conta de responder às diversas realidades encontradas no pulsar das existências plurais. Dentre essas problematizações se destaca a reflexão acerca da necessidade de generificar a educação e o convite a se pensar a possibilidade de uma aprendizagem não atravessada pelos ditames dessas categorias de gênero. Este texto, basicamente, pode se tornar um auxílio de introdução para aquelas/es que estão começando a estudar essa relação e/ou se interessam por ela. Portanto, constitui-se de um trabalho fundamentalmente de exploração bibliográfica em torno da temática sugerida.

Veja o artigo completo: PDF