Resumo Trabalho

ABUNDÂNCIA DO MOLUSCO EXÓTICO MELANOIDES TUBERCULATA (MÜLLER, 1774) EM RESERVATÓRIO TROPICAL URBANO

LEANDRO GOMES VIANA, PATRÍCIA SILVA CRUZ, DAYANY AGUIAR DE OLIVEIRA, RANIELLE DAIANA DOS SANTOS SILVA e orientado por JOSE ETHAM DE LUCENA BARBOSA e orientado por JOSE ETHAM DE LUCENA BARBOSA

Espécies exóticas podem ser introduzidas de forma acidental ou deliberada em ecossistemas aquáticos. Fora de sua área de distribuição natural, as espécies exóticas têm grandes influencias nas comunidades biológicas locais. Geralmente estas são competidoras eficientes, com alta capacidade reprodutiva, o que leva a sua multiplicação rápida e disseminação, fato que pode causar a extinção ou deslocamento de espécies nativas, colocando em risco a biodiversidade. O objetivo do presente estudo foi analisar flutuações temporais na abundância de M. tuberculata no reservatório Bodocongó, semiárido nordestino. Para tanto, foram realizadas amostragens mensais de água e sedimento (draga Van Veen, 477 cm²), no período de Março/2012 à Outubro/2012, em ponto (P1) situado na região mediana do reservatório. As variáveis físicas e químicas da água mensuradas foram: temperatura, pH, transparência da água, nutrientes fosfatados (Fósforo total e Fósforo Reativo Solúvel) e nitrogenados (N-amoniacal). Quanto às variáveis ambientais analisadas, o reservatório apresentou águas com baixa transparência (<2 m), temperatura acima de 24 C° e pH oscilando de levemente neutro a básico. Foram também observadas altas concentrações de Fósforo total, Fósforo Reativo Solúvel e N-amoniacal durante todo o período de estudo, indicando um avançado grau de eutrofização. Diferenças significativas temporais (p ≤ 0,05) foram observadas para todas as variáveis analisadas, exceto para a transparência da água. Durante o estudo foram coletados 6.019 indivíduos da espécie M. tuberculata. Foi observada uma tendência de acréscimo na abundância desse Gastrópode com o passar dos meses Os meses que apresentaram as maiores abundâncias foram Setembro/2012 (n=1992) e Outubro/2012 (n=1506). Os resultados indicaram que a temperatura da água, o pH e o N-amoniacal influenciaram a dinâmica populacional de M. tuberculata, sendo constatada correlações significativas (p ≤ 0,05) entre essas variáveis e abundância do Gastrópode. A sua ocorrência no reservatório Bodocongó é fator de preocupação para a saúde pública da região, uma vez que esse Gastrópode é hospedeiro de agentes patogênicos, o que torna necessário o monitoramento desse sistema, investindo-se em pesquisas, para que se possa conhecer melhor a dinâmica populacional desse Molusco, e evitar sua proliferação.

Veja o artigo completo: PDF