Resumo Trabalho

A HORTA VERTICAL COMO CONTEÚDO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA EDUCAÇÃO BÁSICA.

ALEXANDRE RAFAEL DAS CHAGAS e orientado por ZILFRAN VARELA FONTENELE e orientado por ZILFRAN VARELA FONTENELE

Esta pesquisa resulta de um projeto de pesquisa desenvolvido entre alunos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte - Campus Ipanguaçu, com o objetivo de avaliar o impacto junto aos estudantes da inclusão do ensino do modelo de Horta Vertical nos níveis da educação infantil e fundamental de escolas públicas da região. A Horta Vertical consiste no plantio de hortaliças de pequeno porte utilizando o espaço vertical, seja em garrafas pet ou pedaços de canos. Este tipo de plantio é ideal para quem possui pouco espaço e deseja realizar um cultivo de hortaliças. Nesse contexto, devido a região Nordeste, mais precisamente o Rio Grande do Norte, em especial o interior do Estado, está vivencia uma crise hídrica nos últimos anos. Desse modo, usando técnicas para um melhor aproveitamento e evitar o desperdício de água na irrigação desse tipo de horta, montamos um protótipo feito com pedaços de cano, mangueira, conectores, registros e gotejadores, com o objetivo de conseguir reutilizar a água do escoamento, através do processo de percolação. O ambiente onde o ser humano habita deve estar em equilíbrio com o lugar onde se vive. E assim, o educador, deve ensinar ao discente, da forma mais simples possível, os elementos necessários ao aprendizado das questões ambientais. No entanto, apresentamos esta forma de produção como temática a ser abordada em aulas de Educação Ambiental no ambiente escolar como conteúdo de capaz de contribuir para a formação ampla dos alunos, colaborando para a construção de cidadãos conscientes, aptos a realizar práticas sustentáveis e atuar na realidade socioambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar individual e da sociedade.

Veja o artigo completo: PDF