Resumo Trabalho

ANÁLISE TEMPORAL DO REGIME PLUVIOMÉTRICO NO MUNICÍPIO DE CATOLÉ DO ROCHA-PB

DANILO DANTAS DA SILVA, JACKSON DE MESQUITA ALVES, ALEX SERAFIM DE LIMA e orientado por MARIA DO SOCORRO DE CALDAS PINTO e orientado por MARIA DO SOCORRO DE CALDAS PINTO

O semiárido brasileiro lida periodicamente com um baixo e irregular regime pluviométrico em todo o seu território, sendo a ocorrência de chuvas diferenciada em quantidade, duração e distribuição. A análise de séries históricas de precipitação funciona como um instrumento de planejamento e pesquisa, permitindo avaliar as irregularidades, as tendências e os impactos das chuvas em uma região. A partir das informações da pluviosidade, este estudo teve como objetivo analisar o comportamento de uma serie histórica de precipitação do município de Catolé do Rocha. A área de estudo está localizada no estado da Paraíba, mais precisamente, na Mesorregião do Sertão paraibano. O procedimento metodológico consistiu da análise de um banco de dados dos últimos 23 anos (1994 - 2016), relacionados à precipitação do município, sendo estes oriundos da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. A partir dos dados foram calculadas a precipitação total e a média mensal e geral para o período em estudo. Percebe-se claramente a irregularidade nas chuvas principalmente durante os meses que são considerados chuvosos. A precipitação de 599,0 mm em abril de 1996 correspondeu o valor máximo, que superou em mais de três vezes a média dos últimos 23 anos para este mês. O ano de 2009 apresentou o maior índice pluviométrico do período (1252,5 mm), enquanto que o ano de menor índice foi 1998 (258,8 mm). A precipitação média anual é de 821 mm. As maiores precipitações ocorrem nos cinco primeiros meses do ano, destacando a importância de desenvolver ações que visem o melhor aproveitamento da água pelos sistemas de captação e armazenamento.

Veja o artigo completo: PDF