Resumo Trabalho

ANALISE DA EMERGÊNCIA DE SAPINDUS SAPONARIA L. EM BIOCHAR.

VITAL CAETANO BARBOSA JUNIOR, DÉBORA DE MELO ALMEIDA, MARCELA CRISTINA PEREIRA DOS SANTOS e orientado por MALCON DO PRADO COSTA e orientado por MALCON DO PRADO COSTA

Sapindus saponaria L. pertence à familia Sapindaceae conhecida popularmente por saboneteira, “sabão-de-soldado”, é muito utilizada para fabricação de sabonetes por seu cheiro provenientes da maceração de suas folhas, e para construção civil, por ser uma madeira moderadamente pesada com baixa durabilidade natural, utilizada para fabricação de caixotes e muito utilizada para recuperação de áreas degradadas. O Biochar é um composto proveniente da combustão incompleta de material orgânico ou de materiais destinados para sua produção, que possui alto teor de carbono por causa do processo de carbonização, que tem propriedades físico-químicas no solo, uma delas é sua microporosidade que aumenta consideravelmente sua área superficial por isso sua maior capacidade de retenção de água, diante disso o objetivo desse trabalho foi de avaliar a eficácia do Biochar como componente no substrato do solo sobre a emergência de plântulas, o experimento foi realizado com 200 sementes, dividido em tratamentos com presença e um com ausência de carvão cada um com 5 repetições de 20 sementes, o carvão vegetal foi obtido através do forno do laboratório de tecnologia da madeira e foi triturado em um triturador forrageiro com peneira de 5 mm e peneirado em peneiras de 60 mesh, posteriormente a areia e o carvão foram misturados de forma manual e foram colocadas em baldes plásticos com volume de 5 L. O presente trabalho teve como resultado F=0,3049 e o p>0,5, diante disso o presente trabalho não obteve resultados significativos, ou seja, a presença ou ausência do carvão no solo não teve influência na emergência das plântulas.

Veja o artigo completo: PDF