Resumo Trabalho

APLICAÇÃO DO MÉTODO GEOFÍSICO DE ELETRORRESISTIVIDADE PARA O MAPEAMENTO DE OCORRÊNCIA DE CAULIM NO SERIDÓ PARAIBANO.

LUCAS EMANUEL BATISTA OLIVEIRA, RAYZA LÍVIA RIBEIRO ANDRADE e orientado por JOSÉ AGNELO SOARES e orientado por JOSÉ AGNELO SOARES

O estado da Paraíba apresenta grande vocação para mineração de pequeno porte. Distribuem-se ao longo de todo território estadual pequenas lavras de agregados para construção civil, principalmente areia, granito para brita, e alguns tipos de argilas. Devido ao baixo valor agregado destes materiais, a maioria dos empreendimentos que executam a lavra são ilegais. No contexto da ilegalidade mineral destaca-se negativamente as lavras da Argila Caulim na microrregião Seridó, sobretudo por relatos de soterramento, desmoronamento, acidentes com garimpeiros e inúmeros óbitos decorrentes da exploração ilegal deste bem mineral. No que tange a diversidade e pujancia do setor mineral a microrregião Seridó ganha destaque positivo, visto as várias ocorrências de Turmalina-Paraíba, Columbita-Tantalita e Caulim principalmente nos municípios de Salgadinho (distrito de São José da Batalha) e Junco do Seridó, constituindo assim umas das principais fontes de renda da população local. A ocorrência de Turmalina-Paraíba, Columbita-Tantalita está muitas vezes associada a veios de Caulim. Desta forma, a prospecção de Caulim torna-se uma fonte estratégica para descoberta de gemas e minerais metálicos de alto valor. A pesquisa mineral do Caulim no Seridó Paraibano é feita por garimpeiros mediante o uso de expertise popular, e a confirmação da presença do veio é realizada através da abertura de shafts, verifica-se desta forma a inexistências de tecnologias que facilitem e diminuam os custos de exploração. Sendo assim, neste trabalho o método geofísico de eletrorresistividade é aplicado em um levantamento de campo utilizando a técnica sondagem elétrica vertical (SEV), mediante a realização de múltiplas SEVs ao longo de uma linha. A presente pesquisa tem como objetivo atestar a viabilidade do uso da eletrorresistividade no imageamento e, consequentemente, mapeamento de veios de caulim na região do Seridó paraibano. O levantamento foi realizado próximo à SERRA DA CARNEIRA, localizado no lado direito da BR-230 sentido Campina Grande-Patos, com isso obteve-se a seção geoelétrica nº 1. A seção nº 1, obtida no levantamento, indicou com precisão a presença do veio de caulim, além disso, indicou a sua profundidade, espessura e largura na seção transversal.

Veja o artigo completo: PDF