Resumo Trabalho

APLICABILIDADE DA DESTILAÇÃO SOLAR NO TRATAMENTO DE ÁGUA DE POÇOS DA CIDADE DE ARARUNA - PB

MARIA INGRIDY LACERDA DINIZ, CINTHIA MARIA DE ABREU CLAUDINO, RAQUEL FERREIRA DO NASCIMENTO, BRUNO MENEZES DA CUNHA GOMES e orientado por YURI TOMAZ NEVES e orientado por YURI TOMAZ NEVES

No Brasil, principalmente na região Nordeste, a falta de disponibilidade de água é um grande problema que vem sendo agravado cada vez mais devido ao aumento de temperaturas e da baixa frequência de chuvas. Como solução para essa problemática os órgãos públicos da região promoveram a construção de poços e açudes com o intuito de melhorar a disponibilidade hídrica. No entanto, a qualidade da água provinda do mesmo apresenta-se na maioria das vezes com níveis de salinidade e condutividade bastante altos ou até mesmo apresentam-se contaminadas com microrganismos patogênicos. Nesse contexto, uma das alternativas que vem ganhando bastante espaço é o destilador solar, que consiste em um dispositivo capaz de reduzir as impurezas da água a partir de sua evaporação e condensação. A cidade de Araruna – PB, localizada no Curimataú Oriental inserido na Mesorregião do agreste paraibano também sofre com a falta d’água, o que obriga os seus moradores a procurar por métodos alternativos de abastecimento donde a perfuração de poços é uma das mais utilizadas. O objetivo deste trabalho foi analisar a eficiência de um destilador solar em reduzir a condutividade da água de poços da cidade de Araruna – PB. Após a realização das análises de 7 amostras de água, pôde-se observar que o protótipo apresentou resultados bastante eficazes no que diz respeito a minimização da condutividade. Por exigir poucos recursos para a sua montagem e manutenção, o destilador mostrou-se uma alternativa limpa e bastante viável para purificação da água, principalmente para as populações rurais ou de baixa renda.

Veja o artigo completo: PDF