Resumo Trabalho

APLICAÇÃO DE UM PROTOCOLO DE AVALIAÇÃO RÁPIDA DA DIVERSIDADE DE HABITATS EM TRÊS ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS NO SEMIÁRIDO PARAIBANO

CÍCERA FIRMINA DA SILVA, EDINALVA ALVES VITAL DOS SANTOS e orientado por EDINALVA ALVES VITAL DOS SANTOS e orientado por EDINALVA ALVES VITAL DOS SANTOS

O presente trabalho teve por objetivo realizar uma avaliação de três habitats aquáticos localizados no Município de Cuité, Semiárido Paraibano, utilizando um protocolo de avaliação rápida da diversidade de ambientes aquáticos. O protocolo de avaliação foi aplicado na Lagoa Bela Vista, Olho d´água da Bica e no Lago do Horto Florestal, respectivamente. O protocolo compreende dois quadros que avalia um conjunto de parâmetros em categoria descritas e pontuadas, sendo um quadro com pontuações de 0 a 4 e outro com pontuações de 0 a 5. Esta pontuação é atribuída a cada parâmetro com base na observação das condições do habitat. As pontuações finais refletem o nível de preservação das condições ecológicas dos ambientes avaliados, de modo que de 0 a 40 pontos representam trechos impactados, de 41 a 60 pontos, trechos alterados, e acima de 61 pontos, trechos naturais. Diante dos resultados a Lagoa Bela Vista, por pontuar 33, encontra-se em situação impactada. O Olho d’água da Bica, marcou 56 pontos, estando em situação alterada, enquanto o lago do Horto Florestal apresenta condições naturais com pontuação 76. Contudo a aplicação do protocolo de avaliação rápida da diversidade de habitas aquáticos se mostrou eficiente no monitoramento ambiental, e na precisão das analise que aponta a real situação ambiental em que se encontra os ecossistemas analisados. Sendo relevante também no sentido de divulgar para a sociedade o contexto ambiental que a população faz parte e uso dos recursos naturais.

Veja o artigo completo: PDF