Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DA SUSTENTABILIDADE DO MUNICÍPIO DE IPANGUAÇU-RN SOB A ÓTICA DO ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL MUNICIPAL (IDSM)

TEREZA AMELIA LOPES CIZENANDO GUEDES ROCHA, NATASHA ALMEIDA DE MORAES REGO

Um novo paradigma de desenvolvimento que contemple além do crescimento econômico tem sido posto em prática no século XXI, o chamado Desenvolvimento Sustentável. Nesse contexto, surge a necessidade de repensarmos a produção e o consumo, a relação com o meio ambiente, as políticas públicas e as formas de atuação dos atores sociais envolvidos com as iniciativas para geração de um desenvolvimento local sustentável. Este estudo tem o objetivo de avaliar o Índice de Desenvolvimento Sustentável Municipal de Ipanguaçu-RN, a fim de entender a dinâmica da região e observar suas influências na definição e aplicação de políticas de desenvolvimento municipal. Para isso, utilizou-se a metodologia que mede os índices de sustentabilidade de municípios através do IDSM, que tem como foco principal identificar a situação em que se encontra um município em relação à sustentabilidade, tomando como base seis dimensões: ambiental, cultural, demográfica, econômica, político-institucional e social. Cada dimensão tem algumas variáveis que são transformadas em índices através da relação e posterior cálculo. Os resultados não são satisfatórios nas dimensões político-institucional, demográfica, ambiental e cultural, apresentando, respectivamente, os valores 0,2869, 0,4556, 0,4525 e 0,4699, estando em situação de alerta nessas dimensões. Já as dimensões social e econômica apresentaram os valores de 0,5066 e 0,6150, estando na performance aceitável, o que, todavia, não exclui a necessidade de redefinição de políticas públicas e mudanças na postura dos agentes sociais e institucionais em prol de se alcançar um desenvolvimento sustentável. Finalmente, o balanço final do IDSM para o município em questão foi de 0,4644, estando em situação de alerta.

Veja o artigo completo: PDF