Resumo Trabalho

ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE PROCESSOS ALTERNATIVOS DE DESSALINIZAÇÃO DE ÁGUAS SUBTERRANEAS NO CURIMATAÚ PARAIBANO.

CINTHIA MARIA DE ABREU CLAUDINO, DANIEL COSTA DA SILVA, THIAGO DE SÁ SENA, YURI TOMAZ NEVES e orientado por BRUNO MENEZES DA CUNHA GOMES e orientado por BRUNO MENEZES DA CUNHA GOMES

A escassez de água é um problema constante em vários lugares do mundo, para evitar a falta total desse bem essencial à população tem criado várias alternativas de abastecimento. A cidade de Araruna, localizada no Curimataú Oriental paraibano, para driblar o problema a população utiliza em sua maioria a água provinda de reservatórios subterrâneos, mas muitas dessas fontes fornecem água com índices grandes de presença de sais, o que pode acarretar problemas de saúde de diversos tipos na população. Nesse cenário o estudo buscou criar fontes alternativas simples e baratas, afim de reduzir a salinidade das amostras de água. Para isso foram analisadas diferentes fontes de água subterrânea da cidade, coletadas amostras e medidos a condutividade elétrica das partículas dissolvidas. Com quatro medições foram utilizados como critérios de escolha a maior salinidade e a maior distância entre os poços de coleta, selecionando duas amostras para serem utilizadas nos protótipos. Então se iniciou a etapa de construção de dois protótipos, onde um consiste em um sistema de filtros que utilizam materiais de fácil acesso na região e o outro um protótipo em formato de pirâmide que utiliza a radiação solar para minimizar a presença de sais, em seguida, foi inserido em cada uma das amostras de água nos protótipos e assim obter novas amostras tratadas. As novas amostras geradas passaram pelo mesmo processo de analise e dentre os vários resultados obtidos foram selecionados os dados mais significativos dos métodos. Foi possível concluir que o sistema mais eficiente, até então, é o método da filtragem com utilização da casca da Moringa areia e brita 0 com 93,81% de redução da condutividade. O método da destilação solar também apresentou resultados significativos com a redução de 89,97% de condutividade elétrica. Apesar de obter os dados representativos os métodos ainda necessitam de ajustes na estrutura para se obter melhores resultados e serem difundidos para a população.

Veja o artigo completo: PDF